Fotos de homens armados em Marechal Hermes circulam na Internet

Supostos criminosos estão em esquina de rua, despreocupados e com armas de grosso calibre

Por thiago.antunes

Rio - Fotos que circularam pelas redes sociais nesta sexta-feira mostram supostos traficantes em uma esquina da Rua Engenheiro Roberto Magno de Carvalho, em Marechal Hermes, na Zona Norte do Rio. Com armas que aparentam ser de grosso calibre, quatro dos cinco homens que integram o grupo estão descalços e, um deles, de chinelo. Sem camisas, alguns carregam mochilas nas costas e radiotransmissores.

Em uma das fotos, os supostos criminosos parecem despreocupados, de pé e em meio a pedestres. As fotos foram recebidas no WhatsApp do DIA (98762-8248) e, segundo informações de leitores, a via perpendicular à que os bandidos estão parados é chamada Rua A, próximo à Favela do Muquiço. 

O DIA falou com o comandante do 9º BPM (Rocha Miranda), coronel Roberto Garcia, sobre o policiamento na área e atuação de traficantes de drogas na região do Morro do Muquiço.

Como explicou Garcia, o policiamento na comunidade tem peculiaridades porque é dividido com outros dois batalhões, o 41º BPM (Irajá) e 14º BPM (Bangu) e a Rua Engenheiro Roberto Magno de Carvalho está em trecho de responsabilidade do batalhão de Irajá. O coronel também destacou que não é possível afirmar que a foto foi tirada na sexta-feira.

Supostos criminosos marcam posição em esquina de rua em Marechal HermesWhatsApp O DIA (98762-8248)

"É sabido que há atividade criminosa na região. E sabemos disso graças a denúncias da população, que sofre com a ação de marginais. Além disso, na comunidade já foram efetuadas diversas prisões, apreensões de drogas e armas, e apreensão de menores também. Para combater a criminalidade na área, o 9º BPM faz ações periódicas", informou o comandante.  

Ainda de acordo com o oficial, houve, inclusive, uma operação, por volta das 18h desta sexta-feira, do 9º BPM no Muquiço. A ação, no entanto, não foi motivada pelas imagens dos homens armados. Na operação nada foi apreendido e ninguém foi preso. 


 


Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia