Mais Lidas

Motorista do 352 diz não se lembrar como apagou antes de tragédia

Acidente na Linha Amarela deixou cinco pessoas mortas e 35 feridos na tarde de domingo, após veículo perder controle

Por marlos.mendes

Rio - O motorista do ônibus que perdeu o controle e deixou cinco pessoas mortas e 35 feridos na tarde de domingo prestou depoimento nesta segunda-feira, na 41º (Tanque). Segundo o delegado Rodrigo Sá, Domingos Basileu Camelo não soube explica o motivo de ter apagado enquanto dirigia.

De acordo com o delegado, o condutor afirmou que só se recorda de ter visto uma moto passando ao lado do ônibus na saída do do último túnel da Linha Amarela. É a última imagem que ele alega lembrar antes de ouvir um estrondo e apagar ao volante.

A polícia analisa agora a imagens cedidas pela concessionária que administra a via e das câmeras internas do ônibus. Segundo Rodrigo, há uma moto passando ao lado do veículo do momento do acidente, mas não é possível afirmar que ela tenha relação com o acidente. 

Acidente de ônibus na Linha Amarela deixa cinco mortosWhatsApp O DIA

As principais linhas de investigação são problemas na pista, na mecânica do ônibus ou que o motorista tenha dormido ao volante.

O advogado do Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus do Estado do Rio de Janeiro, Eduardo Vicente da Silva, disse que Domingos Basileu Camelo trabalhava há seis meses na empresa, nunca se envolveu em acidentes e dormiu bem na noite anterior ao acidente. Ainda segundo o advogado, o motorista não faz uso de bebida alcoólica ou drogas.

Além de Domingos, quatro testemunhas prestaram depoimento. O delegado vai consultar o hospital para saber se o motorista ingeriu alguma substância que possa ter provocado o acidente.


Grave acidente na Linha Amarela deixa cinco pessoas mortas



Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia