Por marlos.mendes

Rio - O chefe da Polícia Civil, Fernando Veloso, afirmou ontem que a Corregedoria vai analisar se há indícios para a abertura de investigação por tráfico de influência contra o delegado José Renato Torres, lotado na presidência do Tribunal de Contas do Município.

Como O DIA publicou ontem, a polícia cumpria um dos 42 mandados de busca e apreensão expedidos pela 20ª Vara Criminal, em luxuoso apartamento na Barra e José apareceu para acompanhar, no último dia 18.
O imóvel é da empresária Cláudia Lúcia de Souza, uma das sócias da empresa Gama Med, acusada de integrar o maior esquema de corrupção na área da saúde da Polícia Militar, que desviou mais de R$ 16 milhões.

O pedido apuração contra José Renato foi feito pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público. 

Você pode gostar