Mais Lidas

Policial Militar é baleado durante tiroteio na comunidade do Jacarezinho

Uma intensa troca de tiros começou por volta das 16h e continuou durante a madrugada

Por luis.araujo

Rio - Um policial do Batalhão de Choque, em apoio à Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Jacarezinho, na Zona Norte, foi baleado neste sábado durante tiroteio na comunidade. Ele foi atingido no Campo de Abóbora e levado para o Hospital Central da Polícia Militar, no Estácio. Segundo informações da assessoria da PM, um soldado do Batalhão de Choque foi atingido e socorrido ao Hospital da PM. Ele passou por uma cirurgia no abdômen e passa bem.

Uma intensa troca de tiros começou por volta das 16h e continuou durante a madrugada, deixando o PM ferido na barriga e na perna, de acordo com as primeiras informações. "Muitos tiros, parece guerra. Parecia que as balas estavam dentro do meu quarto", desabafou um morador que preferiu não se identificar, por meio do WhatsApp do DIA (98762-8248).

De acordo com a assessoria da Polícia Militar, policiais do Batalhão de Choque atuavam em apoio aos da UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) do Jacarezinho, quando avistaram vários homens que ao perceberem a aproximação dos PMs efetuaram disparos contra a guarnição ocasionando um confronto. Na ação um soldado do Batalhão de Choque foi atingido e socorrido ao Hospital da PM. Ele passou por uma cirurgia no abdomen e passa bem. Ninguém foi preso. O caso foi registrado na 25ª DP (Engenho Novo).

Durante o confronto, um transformador da Light foi atingido e deixou parte da comunidade sem luz. Até as 10h deste domingo ainda não havia sido reestabelecida a energia nessa parte do Jacarezinho. De acordo com outra leitora, os moradores não conseguiram entrar na comunidade na manhã deste domingo. "As pessoas voltaram do trabalho ontem e não conseguem ir para as suas casas", disse.

Imagem enviado ao WhatsApp do DIA (98762-8248) mostra o caveirão dentro da comunidade do JacarezinhoWhatsApp O DIA (98762-8248)

Um policial que se identificou como Constantino, que presenciou o PM sendo baleado, relata os momentos de tensão: "Foi rápido, assim que ele entrou no Campo de Abóbora, ele tomou tiro. Foi de pistola". O próprio policial, que presenciou o fato na comunidade, contou que o colega chegou lúcido ao hospital, mas com ferimentos na barriga e perna.

Esse não foi o único tiroteio de ontem em comunidades pacificadas. Em Copacabana, na Zona Sul, houve troca de tiro, na manhã deste sábado, no interior da Ladeira dos Tabajaras. Segundo as informações, um suspeito foi atingido por um disparo na Rua Euclides da Rocha. Mesmo machucado, ele, que ainda não foi identificado, teria conseguido fugir.

No Centro, moradores do Morro da Coroa enfrentaram um tiroteio por volta das 9h30. Em nota, o comando da UPP Coroa/Falet/Fogueteiro disse que não há informações sobre presos ou feridos. O policiamento também foi intensificado na comunidade.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia