Temer se irrita com Dilma por convidar ministro antes de decisão do PMDB

Nomeação de Mauro Lopes para Aviação Civil foi a gota d'água para antecipar reunião que votará desembarque do partido

Por gabriela.mattos

Rio - A nomeação do peemedebista Mauro Lopes para ministro da Aviação Civil foi a gota d’água para a antecipação da reunião que votará pelo desembarque do partido do governo Dilma. Sábado, na convenção do PMDB, foi definido que a decisão ocorreria em 30 dias — nesta quinta-feira, depois da posse do ministro, a batida de martelo ficou para o dia 29.

A bronca do vice-presidente Michel Temer não é apenas com Lopes e Leonardo Picciani (RJ), líder do partido na Câmara. Está irritado com Dilma, que fez o convite para o peemedebista mesmo depois de saber que o partido decidira não aceitar cargos até tomar uma posição.

Grampeou geral
O escritório de Roberto Teixeira, um dos advogados de Lula, calcula que conversas de 300 clientes foram monitoradas pela escuta determinada pelo juiz Sérgio Moro. Segundo Teixeira, o grampo foi feito na central do escritório, que tem 25 advogados — ele diz que o número do telefone foi incluído entre os da empresa que agencia palestras do ex-presidente.

Molon e o TSE
O deputado federal Alessandro Molon, que trocou o PT pela Rede, adotou a tese de Marina Silva. Em discurso na Câmara, condenou o impeachment, mas defendeu a cassação da chapa Dilma-Temer caso seja comprovado o uso de dinheiro da corrupção na campanha eleitoral.

E os outros?
Mas parte do dinheiro arrecadado pelo comitê Dilma Presidente foi repassado para candidatos do PT e de outros partidos. Molon, por exemplo, recebeu estimados R$ 70.645.

O reserva de Romário
Marcelo Crivella fez que ia pro PSB, mas ficou no PRB. Já o deputado federal Hugo Leal, que deixou o Pros e foi para o PSB, tem espalhado que virou o Viola, reserva de Romário na Copa de 94. Diz que, se o Baixinho não for candidato a prefeito, entrará em campo para disputar a sucessão de Paes.

Pezão preocupa
Exame de imagem especial feito ontem no Hospital Samaritano deixou os médicos de Pezão preocupados. O resultado sugere algo mais delicado, uma infecção crônica que tenha gerado a febre, de origem desconhecida. O governador está desde sábado no Pró-Cardíaco.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia