Por nara.boechat
Policiais das 32 Unidades de Polícia Pacificadoras (UPPs) farão curso de capacitação contra abuso de autoridade. O tópico é um dos quatro módulos da disciplina Técnicas de Armamento e Tópicos Legais em Áreas de UPP, que começa a ser dado hoje. As aulas serão práticas e teóricas. Abuso de autoridade será tratado entre os dias 3 e 7 do mês que vem e será abordado a partir da Lei 4.898, de 9 de dezembro de 1965, que rege o tema.
“O policial tem que saber que ele tem que fazer cumprir a lei e também andar dentro dela porque, senão, corre o risco de ser punido. Fizemos uma pesquisa onde ficou claro que a comunidade não quer ser subjugada nem pelos criminosos e nem pelos policiais”, explicou o chefe da Divisão de Ensino e Pesquisa da Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP), tenente-coronel Gilbert de Carvalho.
Publicidade
O curso acontece simultaneamente em todas as UPPs e é dado pelo comandante ou subcomandante de cada unidade. Mas os oficiais também passam pelas instruções que são dadas por profissionais convidados.
Os policiais que estiverem entrando de serviço participarão das instruções e só depois assumirão seus postos. Já os que estiverem saindo, permanecerão trabalhando até o término da instrução, quando serão rendidos.
Publicidade
O tenente-coronel Gilbert fala sobre a importância do curso. “No CFAP (Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praça) os policiais já recebem essa capacitação. Mas é sempre bom lembrá-los como devem agir. O policial não pode, por exemplo, cercear o direito de ir e vir do cidadão e nem prender alguém sem levar para a delegacia”, disse ele. O curso faz parte dos treinos de aperfeiçoamento por determinação do comandante das UPPs, coronel Paulo Henrique de Moraes.