Por thiago.antunes

Rio - Mais de 8 milhões de pessoas utilizam ônibus todo dia no estado, e quem presta esse serviço são os motoristas. Eles representam metade da força de trabalho de setor que emprega 110 mil profissionais.

Para a melhoria constante da formação de seu pessoal e o desenvolvimento das viações, a Universidade Corporativa do Transporte (UCT) tem desenvolvido programas de desenvolvimento e capacitação, desde a alta liderança até a área operacional.

A instituição atinge em breve a marca de 100 mil profissionais capacitados, entre motoristas, cobradores, inspetores, fiscais e despachantes.

Rodoviário Cidadão%3A mais de 19 mil profissionais certificados. Aulas incluem conhecimentos sobre direitos e deveres e o papel do motorista na sociedadeJorge dos Santos

Prestes a completar cinco anos, a UCT se prepara para a formação de nova turma do Programa Rodoviário Cidadão. Desde que foi criado, já certificou 18.658 profissionais e agora se prepara para formar mais 600 motoristas no próximo dia 28.

O Rodoviário Cidadão tem como objetivo desenvolver padrão de atendimento entre as empresas de ônibus pela criação de sistema de certificação profissional.

Os conteúdos são voltados para aspectos comportamentais e envolvem o relacionamento com o cliente, incluindo conhecimentos sobre direitos e deveres e o papel do motorista cidadão na sociedade.

Além de cursos presenciais, a UCT oferece ensino a distância, através de seu site (www.uct-fetranspor.com.br) ou do Canal Educação, e realiza o projeto Autonomia, por meio do qual os profissionais do setor podem completar sua educação formal.
Para dar conta de suas atividades, a UCT mantém parcerias com 57 instituições de ensino e investiu desde sua criação até hoje cerca de R$ 16 milhões.

Modernos simuladores e consultório volante são outras ações

Nova tecnologia, com equipamentos eletrônicos semelhantes aos usados por pilotos de avião, já faz parte do treinamento dos motoristas de ônibus no Rio.

São três simuladores de direção, os primeiros desse tipo em uso no Brasil, que demandaram investimento de R$ 4,5 milhões.

É a mais avançada tecnologia de ensino, voltada para desenvolver padrões de eficiência e de conforto, no BRT Transoeste e nos ônibus tradicionais. O sistema se baseia em programas que procuram recriar a realidade do trânsito carioca e fluminense, de acordo com as vias onde os ônibus trafegam.

Nova tecnologia com ajuda espanhola simula situações de trânsitoMirian Fichtner

O Consultório Volante presta serviços médicos e nutricionais por meio de unidade móvel nas garagens das empresas e nos terminais do estado. Com menos de um ano de existência, já realizou 3.296 atendimentos a rodoviários.

As viações também são parceiras em projetos de valorização do transporte não motorizado, promovendo ações de convivência no trânsito com pedestres e ciclistas. Outros são voltados a beneficiários de gratuidade, como idosos, estudantes e pessoas com deficiência ou doenças crônicas.

O Serviço Social do Transporte (Sest) e o Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (Senat) foram criados em 1993 para desenvolver e apoiar programas voltados para o trabalhador da área de transporte em áreas como educação, saúde, cultura, lazer e segurança no trabalho.

A instituição é mantida com contribuições de empresas do setor, que lhe destinam 1,5% de suas folhas salariais. No Estado do Rio, o Sest/Senat chegou a nove unidades.

Só na de Deodoro, foram formados, em 2012, 3.451 alunos nos cursos para o transporte coletivo de passageiros. As maiores delas em Deodoro e Paciência, no Rio de Janeiro, São Gonçalo, Barra Mansa e Campos dos Goytacazes.

Atividades desenvolvidas pela UCT

Rodoviário Cidadão

Rodoviário Carioca em Ação (Primeiros Socorros, Direção Defensiva e Relações Humanas, cursos de Inglês e Espanhol)

Como lidar com clientes em situações de conflito – para motoristas

Formação de lideranças – para fiscais, despachantes e inspetores
Integração ao sistema BRS – para fiscais, despachantes, inspetores e instrutores

Integração ao Sistema BRT – para motoristas, auxiliares de plataforma, cobradores de linhas alimentadores e equipes de estação

Canal Educação

Projeto Autonomia
(Ensinos Fundamental e Médio)

Você pode gostar