Por thiago.antunes
Publicado 17/05/2013 19:37 | Atualizado 17/05/2013 20:33

Rio - O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) requisitou à Justiça a prisão temporária de Adriano William de Oliveira, acusado de estuprar uma mulher no banheiro do metrô na estação Central do Brasil, na noite do dia 4 de janeiro.

Homem é procurado por estupro no metrôDivulgação

O pedido tem por base a representação feita pela 4ª DP (Praça da República), após a identificação do agressor pela vítima e pelas testemunhas.

De acordo com o promotor da 2ª Promotoria de Justiça de Investigação Penal, Sauvei Lai, outras vítimas que o reconheçam devem comparecer à delegacia e prestar queixa.

O acusado simulou o uso de arma de fogo para a prática do crime. Foi apurado que ele também já foi preso em flagrante por roubo.

A prisão temporária de 30 dias é necessária para a obtenção de elementos para a denúncia do MP, como o depoimento do indiciado, o reconhecimento pessoal pela vítima, além da inclusão de laudos e antecedentes criminais no processo.

Vítima foi atacada em banheiro

A vítima, de 30 anos, moradora de Niterói, contou ter sido atacada dentro do banheiro feminino da estação por um homem que disse estar armado.

Depois do abuso, ao notar que o criminoso não esta com arma nenhuma, a vítima reagiu e o empurrou. Assustado, o estuprador fugiu correndo, mas foi flagrado pelas câmeras de segurança da estação.

De acordo com o delegado da 4ª DP (Central do Brasil), Luiz Lima, as investigações indicam que o suspeito trabalha como funcionário de uma firma de segurança particular em Coelho Neto.

“Não vamos nos calar e precisamos da ajuda da sociedade para prender este tipo de bandido, como aconteceu no caso do ônibus da linha 369. Queremos ajuda da imprensa e da polícia para acabar de vez com isso tudo. É uma violência e um tormento”, disse a vítima.

Você pode gostar