Com vivência em Londres, cria do Morro dos Cabritos capacita comerciantes

Dezessete bares do Complexo do Tabajaras irão receber Primeiro Circuito Gastronômico Sebrae

Por adriano.araujo , adriano.araujo

Rio - Os dezesseis anos que viveu em Londres, primeiro como barman, depois como gerente, não foram suficientes para Gilmar Lopes esquecer o Morro dos Cabritos, em Copacabana. De volta à favela desde o fim de 2011, Maroquinha, como é conhecido, arregaçou as mangas e é, hoje, uma liderança em ascensão. Na casa onde viveu com a avó e ergueu oito apartamentos, ele criou o Ceesc (Casa Eco-esportiva e Sócio-cultural), onde vem ajudando a capacitar comerciantes para receber, em 17 bares do Complexo do Tabajaras, o Primeiro Circuito Gastronômico Sebrae na Mesa.

“A ideia do Ceesc é mais ampla”, conta ele. “Aqui vamos abrigar todas as iniciativas de empreendedores da região.” O sonho de Gilmar é unir os moradores de Tabajaras e Cabritos, que desenvolveram rivalidade por conta de uma guerra que teve início nos anos 80 — e que ele viveu de perto por conta dos desvios do pai.

Gilmar Lopes%2C cria do Morro dos Cabritos%2C capacita comerciantes para circuito gastronômico no Complexo do Tabajaras. Ele viveu 16 anos em Londres, onde foi barman e gerenteAndré Balocco / Agência O Dia

Outra Copacabana

Enquanto ajuda a qualificar a favela, Gilmar toca outros projetos. Um deles é o Tabritur, grupo de guias que leva visitantes por trilhas até as pedras acima da favela. “O turista verá uma Copacabana que nunca viu”, diz. Do topo dos Cabritos, após três horas de caminhada, o visual se abre para o Cristo, a Lagoa, a Baía de Guanabara e, claro, Copacabana. “É muito lindo.”

Tabajaras online

O segundo projeto de Maroquinha é mais ousado. Em parceria com Diedro Melida e Daniele Borges, da Infnet, desenvolveu um site sobre os principais pontos da favela. Nele, haverá indicações sobre serviços simples, como chaveiro, até atrações gastronômicas que a favela oferece. “O site será lançado em novembro, junto com o circuito gastronômico.”

MINEIRA ATÉ MORRER

Patrocinadora do projeto que capta energia do movimento dos jogadores no campo da Mineira, inaugurado quarta-feira por Pelé, a Shell demorou a aceitar o local. Antes, insistiu em ficar pela Zona Sul, tentando convencer o Instituto Pereira Passos, parceiro da iniciativa, a usar um campo no Flamengo. “Insistimos para que fosse lá”, conta um amigo da coluna.

PELÉ DÁ APOIO ÀS UPPS

Pelé, que parecia bem à vontade na favela, elogiou muito a retomada dos morros cariocas pelo Estado. “Se não tivesse a polícia, não estaríamos aqui”, disse o Rei. “Com certeza eu apoio as UPPs.” Antes do evento começar, ele posou com vários policiais que atuam na favela e os estimulou. No entanto, há relatos de que bandidos ainda andam armados no morro.

MANDELA NO DIVÃ

O Museu de Arte do Rio recebeu neste sábado, o Tributo a Nelson Mandela — 3º Encontro da Sociedade Brasileira de Psicanálise do Rio de Janeiro com a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa. A primeira mesa tratou do tema ‘Preconceito’ e a segunda, a ‘Violência contra a mulher, a criança, o jovem: o pai’.

DIA DE HIP HOP E GRAFITI EM NOVA IGUAÇU

Nova Iguaçu foi neste sábado um verdadeiro reduto do Hip Hop e do grafiti. A ONG Enraizados promoveu o ‘Intervenção Hip Hop’, com diversos nomes do cenário rap do Estado do Rio. Durante o evento, foi feito na hora um painel com artistas consagrados como Kajaman, Carlos Bobi, Marcelo Melo e Babu. Aconteceram ainda batalhas de MCs e shows com os grupos Válvula de Eskape, NRC e One Way. Rua Sebastião Melo 384 (sede da ONG CISANE), Jardim Nova Era, Nova Iguaçu.

AGENDA

FALA, COMUNIDADE

O Centro de Promoção da Saúde realiza, terça e quarta-feira, a 14ª edição do ‘Fala Comunidade’, que reúne iniciativas de prevenção em todo o país. No Hotel Novo Mundo, Glória.

PAVÃO-PAVÃOZINHO

Em parceria com o IPP e o Sebrae, empreendedores da comunidade apresentam sua produção artesanal e culinária hoje, a partir das 14h, na Praça Serzedelo Correa.

PERNOITE NO SANTA MARTA

O guia Thiago Firmino fez, hoje, o seu famoso passeio para ver o amanhecer na favela. Quem quiser participar do próximo, pode fazer contato pelo telefone 99177-9459.

RIO SEM FRONTEIRAS

Excepcionalmente a coluna ‘Rio Sem Fronteiras’ está sendo publicada domingo. Esta semana, retornaremos ao nosso dia habitual, aos sábados. Não percam!

Com Tássia di Carvalho

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia