Homenagem a Nélida Piñon

A comunidade da Mineira, no Catumbi, recebe hoje a imortal para abrir a primeira sala de leitura da favela

Por felipe.martins , felipe.martins

Rio - Depois do campo de futebol sustentável inaugurado por Pelé ano passado, a Mineira, no Catumbi, recebe hoje a imortal Nélida Piñon para abrir a primeira sala de leitura da favela. Fruto da parceria entre a associação de moradores e o Instituto Oldemburg, a biblioteca, com mil títulos, levará o nome da escritora, que adorou a homenagem. “Será uma honra estar na comunidade”, conta Nélida, em conversa com a coluna.

Biblioteca%2C com mil títulos%2C levará o nome da escritora na MineiraDivulgação

“Quero ser um passaporte para estes meninos conhecerem a literatura. Se Machado de Assis existiu, tudo é possível. O projeto ajuda a integrar a favela à cidade.” Presidente da associação, Pedro Paulo Ferreira revela que ainda tem 1.500 livros no estoque, à espera de catalogação. Já a diretora do instituto, Cristina Oldemburg, ressalta a militância comunitária para justificar a escolha. “Precisamos levar o livro para as portas das pessoas.”

RÁDIO SALGUEIRO NO AR

Hoje é dia de festa no Salgueiro. A partir das 9h os moradores voltarão a ouvir a ‘boca de ferro’ tocando música nas cornetas espalhadas pela favela, mesclada a anúncios de utilidade pública. A nova rádio funcionará das 14h às 17h, e é parceria entre moradores e a Light, com apoio da PUC-Rio e da ONG Pró-Natura. Serão 26 alto-falantes na primeira fase.

VOLUNTÁRIO NO SANTA

Uma novidade tem agitado o escritório da NBS Rio+Rio, no Santa Marta. Um dos donos da agência, Dudu Godoy, é voluntário na colônia de férias que a empresa promove na favela, cordenada pela moradora Renata Paixão. As 40 meninas e meninos trabalham com ações de reciclagem e passeios pelo morro, onde aprendem a história da comunidade.

IDH ‘FILTRA’ ESCOLHA

Cristina Oldemburg conta que já são 840 salas espalhadas por comunidades do país — a maioria no Rio, onde nasceu o projeto. Ela usa o baixo IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) como filtro para decidir os locais. “Você não tem idéia do impacto de mil livros numa comunidade”, conta. “A Mineira, com tantos moradores, não tinha biblioteca. Um absurdo.”

LOBATO, O PREFERIDO

Já Nélida vai sugerir em discurso, na quadra da associação, que leiam Monteiro Lobato. “Quero falar aos meus vizinhos de vida. Lobato é extraordinário”, diz. “As veredas do Brasil passam por ali, com seus personagens fantásticos.” Para ela, que apoia a UPP como instrumento de incorporação da favela à cidade, a leitura abre o mundo aos jovens. “Estou orgulhosa.”

MARÉ COMEÇA A ESCOLHER NOME DE RUAS

Em parceria com a Redes da Maré, a prefeitura começa a reunir moradores do complexo para escolher o nome oficial das 503 ruas da comunidade. O projeto, do Rio + Social, começou ontem, com reunião no Conselho de Moradores da Vila dos Pinheiros, e baseou-se na cartografia do Instituto Pereira Passos. A ideia inicial é que cada logradouro tenha três opções, que serão escolhidos por votação. Nomes pelas quais as ruas já são conhecidas podem ser oficializados. O próximo encontro será terça-feira, na Vila do João.

MORADORES DA BABILÔNIA e Chapéu Mangueira preparam a primeira Virada Cultural das favelas, com atividades durante todo o dia 22 de agosto. Além de um debate sobre maioridade penal, a data terá um baile funk e a terceira edição do Babilônia Black. Golaço de Dinei Medina.

AGENDA

ARTICULADORES LOCAIS

A Secretaria Municipal de Cultura seleciona currículos, até  terça, para escolher nove articuladores locais que atuarão em Senador Camará, Vila Kennedy, Maré, Penha e Alemão.

ARAIÁ NO PRAZERES

Cris dos Prazeres convida para o Arraiá da Família ReciclAção, sexta-feira, na quadra da comunidade. Dez caixas de longa vida valem um tíquete para a pescaria, por exemplo.

TODOS NA LUTA

No Vidigal, o Arraiá é do Instituto Todos na Luta, do pugilista Raff Giglio, que revela talentos do Vidigal para o boxe. A partir das 17h, no Caminho Boa Vista 118, Vidigal.

DESAFIO DO VIDIGAL

O Arvrão recebe amanhã, a partir das 13h, o primeiro desafio do Vidigal, 3ª etapa Dowhill do Circuito Estadual de Mountain Bike em Favelas. Serão 150 atletas.

Com Tássia di Carvalho


Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia