Afrografiteiras revolucionam os muros do Rio

Dezoito mulheres negras divulgam o feminismo afro; elas querem ensinar a arte a jovens infratoras

Por paloma.savedra

Rio - Dezoito negras e um objetivo: o empoderamento feminino afrobrasileiro. A forma encontrada não poderia ser mais sutil e impactante: o grafite. Foi assim que essas mulheres há seis meses formaram o coletivo AfroGrafiteiras, coordenado pela artista plástica Panmela Castro, 34.

Coletivo AfroGrafiteiras%2C coordenado pela artista plástica Panmela Castro%2C está revolucionando os muros da cidadeDivulgação

Um muro de cada vez, elas estão revolucionando a cidade. “Durante os encontros ensinamos, discutimos e aprendemos mais sobre o feminismo afro". O resultado pode ser visto a partir de hoje no Rio Scenarium. “Cada uma produziu uma obra, temos desde painéis a esculturas e fotografias”.

O próximo passo é multiplicar o conhecimento com suas próprias comunidades mas, antes, elas vão ao Degase ensinar a arte a jovens infratoras. “A ideia é que afrografiteiras seja um estilo de vida, um conhecimento passado de mulher para mulher. A arte urbana é a nossa ferramenta para promover direitos". 

AVANÇA, RECICLAÇÃO 1

Em negociação para ampliar seu centro de material reciclável na favela, Cris dos Prazeres, do Morro dos Prazeres, está de olho em novas tecnologias para otimizar a preparação de PETs e embalagens longa vida que recolhe no morro. Sua ONG já recolhe, em média, 2 t mensais de lixo na comunidade, o que diminui a sujeira e as chances de deslizamentos.

AVANÇA, RECICLAÇÃO

Favela tradicionalmente com falta d’água, por ser a mais alta da cidade, o Prazeres já está na batalha para economizar água. “A situação também nos afeta”, diz Cris, que lançou a campanha através de banners, pedindo aos moradores o uso de boias nas caixas d’água, o fechamento de torneiras enquanto se ensaboa e a reutilização da água nas pias.

SORRIA, ALEMÃO

Em meio aos tiroteios diários, uma boa notícia para a criançada do Alemão. Amanhã estreia o projeto ‘Círculo do Afeto’, de Roseli Leal, que reunirá 50 jovens de diferentes pontos do complexo para uma tarde na Quinta da Boa Vista. Lá acontecerão shows de teatro e animação, com dinâmicas e brincadeiras para aproximar a turma com direito a roda de pernaltas de pau.

TEM MMA NA CUFA

A Cufa realiza hoje o seu primeiro Festival de Lutas, na sede da entidade, embaixo do Viaduto de Madureira. Celso Athayde conta que a princípio não gostava da ideia, já que enxergava o esporte como muito violento. “Mas quando vi a alegria nos olhos dos meninos que praticam lutas na favela, mudei de ideia.” Além dos combates de MMA, haverá exibição de capoeira.

SOLIDARIEDADE COM OS ‘BRAZILIAN TWINS’

Um dos gêmeos nascidos na Favela da Grota, que faz sucesso nos Estados Unidos tocando música clássica no grupo Brazilian Twins, Wagner Caldas está precisando de ajuda. O jovem músico, hoje com 30 anos, foi diagnosticado com um tipo raro de câncer, o sarcoma de Ewinge, e já está em tratamento nos Estados Unidos. Como a medicina de lá não é pública, ele vem enfrentando dificuldades para conseguir custear o tratamento e organiza uma vaquinha on line através do site www.gofundme.com/brazilian2wins.

AGENDA

CURTA VILA KENNEDY

Quem quiser concorrer a três Iphones tem até dia 9 de outubro para inscrever seu curta-metragem no Curta Vila Kennedy. Informações em curtavk.blogspot.com.

TRANSFORMA NA ROCINHA

Neste sábado, o Comitê Organizador dos Jogos Rio 2016 promove o Festival Transforma no Complexo Esportivo da Rocinha, com presença dos mascotes Vinicius e Tom, e de atletas.

#TÁTUDOERRADO

O Coletivo Papo Reto faz hoje nova Caminhada #TáTudoErrado a partir das 9h30, contra a violência que voltou a assustar os moradores. A concentração será na entrada da Grota.

CINE & ROCK NO PORTO

Amanhã o Cine & Rock de Rio das Pedras desembarca no Largo São Francisco da Prainha, na Praça Mauá. A partir das 19h com as bandas Plana, Alienígenas Aquáticos e FDE.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia