Hospital de Campanha de Nova Friburgo começará a ser desmontado no dia 5 de agosto
 - Paula Valviesse
Hospital de Campanha de Nova Friburgo começará a ser desmontado no dia 5 de agosto Paula Valviesse
Por Paula Valviesse
Em entrevista coletiva nesta quarta-feira (29/07), o secretário de Estado de Saúde, Alex Bousquet, divulgou o cronograma para desmobilização dos cinco hospitais de campanha do Estado. Segundo o secretário, não havendo impedimento judicial, as unidades serão desmontadas e os equipamentos existentes serão transferidos para unidades hospitalares da rede própria e para municípios do Estado do Rio de Janeiro.

Pela determinação, as unidade de Nova Friburgo, Nova Iguaçu e Duque de Caxias, que não chegaram a ser abertas para pacientes, serão desmobilizadas no dia 5 de agosto. Já os hospitais de campanha do Maracanã e de São Gonçalo, uma semana depois, no dia 12 de agosto.

Na coletiva, o secretário e sua equipe destacaram que a decisão foi tomada após a reavaliação de dados técnicos de número de casos novos de Covid-19 e da curva de óbitos, feita com a participação dos técnicos da Secretaria de Saúde e da Secretaria Extraordinária de Covid-19.

Segundo a Secretaria de Estado de Saúde (SES), pela Central de Regulação, que inclui os leitos exclusivos para Covid-19 no âmbito federal, estadual e municipal, existem 1.361 leitos, com 303 deles ocupados por pacientes com a doença, ou seja, são atualmente 919 leitos disponíveis para atender a demanda da pandemia no Estado. Ainda de acordo com a Secretaria, nessa contagem entram ainda os leitos privados pactuados ao Sistema Único de Saúde (SUS).

Alex Bousquet usa Nova Friburgo como exemplo de auxílio da SES aos municípios

Em sua declaração, o secretário de Estado de Saúde falou sobre a situação de Nova Friburgo, que na semana passada voltou ao fechamento total, tendo entrado em vigor a Bandeira Vermelha, que antes da avaliação de novos critérios e inclusão da Bandeira Roxa, determinava o estado mais crítico da ocupação dos leitos de UTI Covid-19 no município.

Segundo Alex Bousquet, a abertura de 10 novos leitos pelo Estado no Hospital Municipal Raul Sertã, assim como a pactuação de 10 leitos no Hospital Municipal de Cordeiro, foi a forma encontrada para ampliar o atendimento na região, atendendo a demanda do município, sem a necessidade de abertura do hospital de campanha.

“Nós não abrimos o hospital de campanha de Nova Friburgo, mas não deixamos de dar apoio à região. Pactuamos novos leitos em Cordeiro e auxiliamos a Prefeitura [de Nova Friburgo] na abertura de novos leitos no município. Na segunda-feira (27/07), enviamos materiais e equipamentos médico-hospitalares e equipes para que prontamente pudéssemos disponibilizar esses leitos".

Ainda de acordo com o secretário, no município existe ainda a possibilidade de abertura de outros 14 leitos na unidade municipal: “Abrimos 10 dos 24 leitos possíveis. Ainda temos materiais para abrir esses outros 14 leitos. A desmobilização dos hospitais de campanha vai permitir que a gente disponha de material para distribuição aos hospitais da rede própria e para os municípios”, afirmou Alex Bousquet.
Você pode gostar
Comentários