Acusado foi encaminhado pela PM para a Deam de Nova Friburgo 
 - Divulgação
Acusado foi encaminhado pela PM para a Deam de Nova Friburgo Divulgação
Por O Dia
Três homens foragidos da Justiça por crimes de violência contra à mulher foram presos pelos policiais civis da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) de Nova Friburgo, nesta quinta-feira (13/08), na megaoperação, batizada de “Athena”, organizada pela Secretaria de Polícia Civil (Sepol), por meio do Departamento Geral de Polícia de Atendimento à Mulher (DGPAM), que cumpriu mandados em todo o estado.

Todas as 14 Delegacias Especiais de Atendimento à Mulher (DEAMs) participam da operação, que faz alusão ao 14 anos da Lei Maria da Penha, completados no dia 7 deste mês. Os mandados de prisão foram expedidos pela Justiça, após inquéritos policiais concluídos por todas as delegacias do estado.

Segundo a Deam de Nova Friburgo, sob coordenação da delegada titular Carla Ferrão, foram cumpridos os três mandados expedidos na ação. O último foragido foi preso durante à noite, no distrito de Japuíba, em Cachoeiras de Macacu. Segundo a Deam, ele estava foragido desde 2018, quando teve o benefício da condicional revogado, tendo sido preso pelo crime de ameaça contra a sua companheira, na forma de Lei Maria Da Penha.

Na operação, logo pela manhã, um dos foragidos, um homem de 40 anos, foi localizado e preso na Rua São Paulo, em Olaria. Contra ele havia um mandado de prisão preventiva, expedido pela Vara Única da Comarca de Bom Jardim, por crime previsto na Lei 10.826/03 (Estatuto do Desarmamento).

O outro capturado foi um homem de 30 anos, que foi encontrado pelos agentes em São Pedro da Serra. Contra ele também havia um mandado de prisão preventiva em aberto, expedido pelo Juizado de Violência Doméstica de Nova Friburgo, pela prática do crime de ameaça contra sua companheira. De acordo com a Deam, o autor ameaçou a companheira de morte, tendo dito que pegaria uma arma e usaria contra ela.

A operação seguiu com diligências durante todo o dia. Segundo a DGPAM, 57 pessoas foram presas.

Sobre a “Operação Athena”, a diretora do DGPAM, delegada Sandra Ornellas, ressaltou o trabalho realizado pelas DEAMs, que resulta em indiciamentos e prisões de autores de violência doméstica.

"Somente em 2019, as DEAMs indiciaram 16.703 autores de violência doméstica e familiar de diversas formas contra mulheres, além de solicitar 20.930 medidas protetivas de urgência. O resultado deste trabalho são os inúmeros mandados de prisão a serem cumpridos hoje", afirmou.
Você pode gostar
Comentários