Johnny Maycon votando em 2020
Johnny Maycon votando em 2020Divulgação
Por O Dia
O prefeito de Nova Friburgo, Johnny Maycon, por meio da assessoria de imprensa da Prefeitura, emitiu, nesta terça-feira (20/04), uma nota oficial sobre o pedido de impeachment que foi protocolado na última segunda-feira (19/04) na Câmara de Vereadores pela jornalista Denise Lopes.
Na nota, o chefe do Executivo fala sobre “complô contra a atual gestão” e destaca que, em função da pandemia, o município está passando por um momento difícil.
Publicidade
“É notório e cada vez mais escancarado que há um complô contra a atual gestão municipal. Desde o dia seguinte às eleições, quando alguns já diziam que trabalhariam desde o primeiro dia de 2021 para nos derrubar, o complô vem ganhando publicidade. Agora, com a confirmação de que a fonte da corrupção fechou em Nova Friburgo, os que sempre se alimentaram do dinheiro do cidadão estão desesperados para retomar os benefícios que sempre tiveram”
Segundo Johnny Maycon, não há crime, por isso o pedido protocolado na Câmara não tem base: “O pedido de afastamento não tem qualquer embasamento, não há crime. É um processo puramente político para gerar desgaste perante a população, é apenas uma busca desesperada pelos benefícios perdidos”, diz a nota.
Publicidade
Sobre a Saúde, a nota destaca que as dificuldades não são enfrentadas somente por Nova Friburgo, mas que o sistema de saúde do país está em colapso e o setor econômico cada vez mais sobrecarregado e sofrendo com os reflexos do caos sanitário.
“Sabemos que erramos, mas sempre buscando o melhor para a nossa cidade que tanto amamos. Estamos sempre ouvindo a nossa população e todos os demais setores, buscamos sempre o melhor através do diálogo com o objetivo de acertar e recolocar Nova Friburgo no caminho certo para voltar a ser a referência que sempre foi no estado do Rio de Janeiro”.
Publicidade
Por fim, a nota lamenta a situação, sendo reafirmado que a atual gestão irá “até às últimas consequências para acabar com a corrupção que se instalou em Nova Friburgo”, mesmo que isso custe o mandato.
“Lamentamos que nem todos amem nossa cidade e trabalhem para o seu bem, preferindo o caos única e exclusivamente pelo poder. Alguns desses que tramam para nossa queda poderiam estar em contato com seus deputados e partidos buscando recursos para o bem de Nova Friburgo, mas infelizmente só pensam em benefícios próprios”.
Publicidade
Você pode gostar
Comentários