De acordo com a Prefeitura do Rio, as cozinhas são qualificadas, equipadas e integradas ao Sistema Único de Assistência Social (SUAS). Dessa maneira, cada instalação recebe apoio operacional e técnico para oferecer refeições nutritivas e balanceadas, respeitando normas de manipulação de alimentos do Instituto Municipal de Vigilância Sanitária.
SMAS é responsável pelo fornecimento de equipamentos e alimentos. As cozinhas têm equipes constituídas por coordenador, nutricionista, assistentes, estagiários e técnicos. O 'cozinheiro solidário' atua como grande articulador local. 

Você pode gostar
Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor.