Por joyce.caetano
Publicado 03/02/2014 23:01 | Atualizado 04/02/2014 01:01

Rio - A Agetransp abriu um boletim de ocorrência para apurar as causas de um problema técnico que prejudicou a circulação de trens das linhas 1 e 2 do Metrô, que operou com intervalos irregulares, na noite desta segunda-feira.

Técnicos da agência reguladora acompanham os procedimentos adotados pela concessionária Metrô Rio para o restabelecimento da regularidade na circulação, bem como o atendimento aos usuários. "Uma hora da estação Siqueira Campos até a Central", disse o seguidor do O Dia 24 Horas, Douglas Mendonça.

Entre às 17h30 e 20h40 plataformas e vagões ficaram lotados%3A verdadeiro teste de paciência para milhares de usuários do serviçoFernando Souza / Agência O Dia

Os problemas começaram por volta das 17h30, quando o Metrô Rio afirmou que as composições estariam circulando mais lentamente e a manutenção já teria sido acionada. Trens extras teriam sido injetados para normalização da operação. De acordo com o Metrô-Rio, o problema teria sido solucionado por volta das 20h40. Os intervalos ainda encontram-se em processo de normalização.

O gerente de Marketing Carlos Eduardo Vilela, de 30 anos, levou 40 minutos para conseguir pegar o metro. Ele estava na estação Carioca. 

“Demorei esse tempo porque insisti em pegar a composição mesmo cheia. Se fosse esperar esvaziar, tinha demorado mais ainda. O vagão parecia uma lata de sardinha. O transporte no Rio é muito ruim e está a cada dia pior. Antes, eu enfrentava problemas no metro só de manhã, agora também estou sofrendo com isso à noite”, reclamou ele que chegou à estação por volta das 18h.

Você pode gostar