Servidores da rede federal de Saúde protestam no Centro do Rio

Cerca de 50 manifestantes interditaram Rua México, entre a Rua Araújo Porto Alegre e a Avenida Almirante Barroso

Por adriano.araujo , adriano.araujo

Rio - Servidores da rede federal de Saúde protestaram, na tarde desta segunda-feira, na porta do escritório do Ministério da Saúde no Rio de Janeiro, na Rua México, no Centro da cidade. O grupo, composto por cerca de 50 pessoas, carrega faixas e bandeiras. A via ficou fechada por mais de 30 minutos.

De acordo com o Centro de Operações da Prefeitura, a Rua México foi interditada ao tráfego entre a Avenida Almirante Barroso e a Rua Araújo Porto Alegre, onde o tráfego era desviado. Além disso, motoristas poderiam seguir pela Rua Debret. O trânsito era intenso na região. Agentes da CET-Rio orientaram o tráfego no local. Um carro da PM acompanhou o ato.

Protesto na Cidade Nova

?Na Cidade Nova, um grupo de manifestantes interditou a Rua Ulysses Guimarães, na altura da Prefeitura do Rio, na manhã desta segunda-feira. O trânsito ficou complicado na região. A PM acompanhou o protesto e a CET-Rio orientou o tráfego no trecho.

Devido à interdição parcial da Rua Ulysses Guimarães no sentido Estácio, os motoristas podiam optar pela pista sentido Praça XI. A faixa reversível da Avenida Presidente Vargas, entre a Cidade Nova e o Monumento a Zumbi, teve seu horário de funcionamento estendido até às 11h30. Não há informações sobre as causas da manifestação.

Operários fazem manifestação na Barra

Um protesto de operários da construção civil interditou os dois sentidos da Avenida Embaixador Abelardo Bueno, na altura do Parque Olímpico Maria Lenk, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste, na manhã desta segunda-feira. Ainda não há informações sobre as causas da manifestação, que seria realizada por funcionários das obras do parque olímpico. O trânsito ficou complicado na região. A via ficou fechada cerca de 20 minutos.

De acordo com o Centro de Operações Rio, também foi fechada a Avenida Salvador Allende, no sentido Linha Amarela, na altura Avenida Abelardo Bueno. Quem seguia para a Linha Amarela deveria acessar a Avenida Olof Palme e Estrada dos Bandeirantes. Já quem ia em direção ao Recreio precisava acessar a Estrada Coronel Pedro Correia. Agentes da CET-Rio orientaram o tráfego na região.

Protesto fecha Avenida Abelardo BuenoCarlos Eduardo Cardoso / Agência O Dia


Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia