Definidos novos valores de pedágio da RJ-166 e Via Lagos

Rota166 poderá aumentar pedágio de R$ 4,50 para R$ 4,70 e CCR de R$ 9,40 para R$ 9,90; transporte aquaviário em Ilha Grande também teve reajuste definido pela Agetransp

Por paloma.savedra

Rio - Durante sessão regulatória, realizada nesta segunda-feira, a Agetransp (Agência Reguladora de Serviços Públicos de Transportes Aquaviários, Ferroviários, Metroviários e de Rodovias do Rio de Janeiro) autorizou os reajustes anuais de tarifas básicas de pedágio para as concessionárias Rota 116 (que administra as rodovias RJ-104 e RJ-116) e CCR Via Lagos (RJ-124). As empresas poderão aplicar os novos valores a partir da próxima segunda-feira (dia 11 de agosto). 

A Rota 116 poderá aumentar em 4,44% o valor de sua tarifa. Assim, o pedágio passará de R$ 4,50 para R$ 4,70. De acordo com a Agetransp, o reajuste é referente à variação de uma cesta composta por sete índices do Custo Nacional da Construção Civil e Obras Públicas e pelo Índice de Preços ao Consumidor, medidos pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), em período de 12 meses (entre junho de 2013 e junho de 2014). 

Já a CCR Via Lagos teve o reajuste de R$ 5,32%. E a tarifa passará de R$ 9,40 para R$ 9,90. O reajuste é referente à variação de uma cesta formada por quatro índices do Custo Nacional da Construção Civil e Obras Públicas (FGV), no período entre agosto de 2013 e agosto de 2014.

Já a Tarifa Básica de Pedágio com Adicional, entre o meio-dia de sexta-feira e o meio-dia de segunda-feira, foi reajustada em 4,46%, passando de R$ 15,70 para R$ 16,40, abaixo da inflação,s egundo a agência reguladora. 

Tarifa turística

As tarifas aquaviárias turísticas para as linhas da Divisão Sul, que fazem trajetos Mangaratiba- Ilha Grande e Angra dos Reis - Ilha Grande também foram reajustadas. Durante a sessão desta segunda-feira, a Agetransp definiu o novo valor de R$ 14, conforme previsto na Lei nº 6.138, de 28 de dezembro de 2011, regulamentada pelo Decreto nº 43.441, de 30 de janeiro de 2012. 

O novo valor de R$ 14 será válido pelo período de 12 meses, em operação assistida. Nesse prazo, a Agetransp fará estudo para avaliar os efeitos da nova tarifa e decidir sobre a sua manutenção.

Já as gratuidades para uma viagem de ida e outra de volta por dia permanecem válidas para moradores e trabalhadores da região, devidamente cadastrados e usuários de Bilhete Único.

Segundo a agência reguladora, o valor da tarifa é o mesmo que vinha sendo praticado aos fins de semana e feriados antes da criação da Lei nº 6.138/11. Atualmente, a tarifa para as linhas da Divisão Sul tem o mesmo valor da Tarifa Aquaviária de Equilíbrio, R$ 4,80. Com a decisão, a concessionária está autorizada a praticar a nova Tarifa Aquaviária Turística 30 dias após a publicação da deliberação desta agência no Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia