Metrô recebe multa de mais de R$ 541 mil por baixa qualidade dos serviços

Agetransp aplicou sanção à concessionária pelo resultado obtido em pesquisa com usuários; SuperVia também foi multada por dois incidentes em 2009 e 2011

Por paloma.savedra

Rio - A Agetransp (Agência Reguladora de Serviços Públicos Concedidos de Transportes Aquaviários, Ferroviários, Metroviários e de Rodovias do Rio de Janeiro) multou o Metrô Rio em R$ 541.312,89, devido ao baixo índice de aprovação dos serviços públicos prestados pela concessionária.

De acordo com a agência reguladora, o resultado obtido pelo MetrôRio na pesquisa de opinião Índice de Qualidade dos Serviços (IQS), realizada com usuários do sistema de transporte em setembro de 2013, ficou abaixo do exigido.

De acordo com o levantamento do Ibope, encomendado pela concessionária, os serviços obtiveram nota média de 7,8, quando a mínima exigida era 8,2. Em nota, o MetrôRio informou que, em pesquisa realizada pelo Ibope no mesmo período, 91% dos seus usuários indicavam o MetrôRio para amigos e conhecidos como o melhor meio de transporte. A concessionária disse ainda que vai recorrer da decisão da Agetransp.

Supervia também é multada por dois incidentes

A SuperVia também foi multada em R$ 61.251,00 pela Agetransp, devido a um incidente ocorrido nas proximidades da estação Vila Militar, do ramal Santa Cruz, em 4 de outubro de 2011. Um trem teve a barra de união quebrada, o que provocou separação entre os carros da composição.

Após o ocorrido, o Relatório da Câmara de Transportes e Rodovias (Catra) constatou que houve falha no cumprimento do roteiro dos procedimentos de manutenção pela concessionária na recolocação do equipamento. Em decorrência do incidente, 13 viagens foram canceladas e 34 sofreram atrasos.

A Agetransp também decidiu multar a concessionária SuperVia em R$ 25.952,00 por um incidente ocorrido em 3 de março de 2009, entre as estações Campos Elíseos e Gramacho, no ramal Saracuruna. A avaria de um pantógrafo provocou problemas em 14 viagens no ramal, o que provocou atrasos na operação.

O conselho também negou provimento ao recurso e manteve a multa de R$ 30.625,50, aplicada à concessionária em março deste ano, pelo descarrilamento de um trem nas proximidades da estação Mercadão de Madureira, em 29 de junho de 2011. Na ocasião, houve supressão de uma viagem e outras nove circularam com atraso.

Em nota, a SuperVia disse que aguarda a publicação oficial das decisões e analisará possíveis recursos. A concessionária reforça que "respeita a fiscalização da agência, colocando-se à disposição para esclarecimentos e informações".

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia