'Lagoa' em obra de edifício comercial assusta moradores de Campo Grande

Secretaria Municipal de Saúde esclareceu que não há risco da proliferação do mosquito da dengue no local

Por tiago.frederico

Rio - O surgimento de uma "lagoa" em um terreno onde ocorre a construção de um imóvel comercial em Campo Grande tem assustado moradores do bairro da Zona Oeste do Rio, que acreditam que a água parada possa favorecer a proliferação do mosquito da dengue, o Aedes Aegipty. A leitora Fabiana Silva fez o registro, na manhã desta segunda-feira, e enviou a foto para o WhatsApp do DIA (98762-8248).

"A obra está parada há alguns meses. O buraco que fizeram para o alicerce do prédio virou uma imensa lagoa de água parada", denunciou.

'Lagoa' em obra de empreendimento comercial assusta moradores de Campo Grande%2C na Zona OesteLeitora Fabiana Silva

O empreendimento da construtora Heko, que está com a obra parada há pelo menos seis meses, fica na Rua Campo Grande, próximo à Praça dos Estudantes e do Viaduto Prefeito Alim Pedro. Segundo a leitora, a "lagoa" é tão profunda que, "quando a obra estava sendo executada, os funcionários para chegarem ao fundo desciam por uma escada".

A Secretaria Municipal de Saúde esclaresceu que não há risco da proliferação do mosquito da dengue no local. De acordo com a Coordenação de Vigilância Ambiental, o referido terreno, onde funcionou uma loja de material de construção, é cadastrado como ponto estratégico de combate à dengue, passando por inspeções periódicas, a cada 15 dias, para busca e eliminação de possíveis focos do mosquito transmissor da doença. Agentes ambientais da SMS estiveram no local há duas semanas e retornaram, na manhã desta segunda-feira, para nova visita.

A reportagem tentou entrar em contato com a construtora Heko para que ela esclarescesse como a "lagoa" surgiu, mas a empresa não atendeu às ligações feitas até as 15h41 desta segunda-feira.


Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia