SuperVia: Manutenção na Praça da Bandeira deixa estações e trens lotados

Passageiros reclamaram de lotação e disseram que intervalos não estavam sendo respeitados. SuperVia negou atrasos

Por adriano.araujo , adriano.araujo

Rio - Uma manutenção emergencial realizada em plena manhã de sexta-feira próximo a estação Praça da Bandeira provocou transtornos aos passageiros da SuperVia. Muitos reclamaram que os trens demoraram além do habitual, deixando as plataformas lotadas. A SuperVia negou atrasos e informou que apenas algumas composições precisam aguardar ordem de circulação.

Pouco antes das 9h, o site da empesa anunciava intervalos irregulares no ramal Deodoro, mas a mesma não sabia precisar quando começaram os atrasos. Segundo a concessionária, a manutenção era necessária para reparar danos provocados por uma colisão de um veículo em uma estrutura metálica no pontilhão sobre a Avenida Francisco Bicalho, na sexta-feira passada. As viagens dos trens expressos dos ramais Santa Cruz e Japeri com destino à Central do Brasil, que circularam por apenas uma linha, também foram afetados. 

Vários passageiros reclamaram dos transtornos causados pela manutenção no horário de rush do sistema ferroviário. "Deodoro com as 2 plataformas de paradores lotadas. Isso também foi reprogramação de horário? Cheguei na estação de Campo Grande as 6:40 e 1:30 depois nem cheguei em Madureira (sic)....", desabafou Gleici Dantas (@gmdantasm) através do Twitter O DIA 24 Horas (@odia24horas).

"Madureira está um caos. Está afetando também os paradores", disse Anderson Camara (@andersoncamaraf), que questionou a manutenção em plena manhã. "Isso foi na semana passada. Porque não fizeram a manutenção sábado e domingo que o impacto seria bem menor?." A SuperVia disse que a manutenção nesta manhã foi realizada "pensando na segurança dos passageiros".

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia