Em Magé, fazer horta se aprende na escola

Alunos de unidades da zona rural, orientados por técnicos agrícolas, cultivam hortaliças, açaí e palmito. Produtos colhidos vão para merenda

Por juliana.stefanelli

Rio - Prefeitura de Magé está inovando com um conceito de ensino nas escolas da zona rural: o projeto Horta Escola. A proposta é aproveitar as condições locais para oferecer aos alunos dessas unidades, além das disciplinas convencionais, aulas práticas sobre como plantar, cuidar e colher hortaliças.

Na Escola Municipal Nova Taquaral, que funciona num sítio do Bairro Taquaral, os 60 alunos do pré-escolar ao quinto ano já dedicam algumas horas por semana ao contato com a natureza. “Os alunos demonstram maior interesse e é mais prazeroso não só para eles, mas também para os professores”, explica Ângela Saraiva, que é professora do 4º ano.

Alunos aproveitam as verduras para comer na merendaODia

Os estudantes fazem o plantio e cuidam das hortaliças por 45 dias até a colheita, orientados por uma equipe formada por um técnico agrícola e dois nutricionistas. Além da horta, que conta com sete variedades de hortaliças, legumes, frutas e temperos, no terreno da escola estão sendo plantados açaí, palmito pupunha e aipim. Tudo que é cultivado é consumido pelos alunos nas refeições oferecidas na escola.

Segundo Ione Gomes, diretora da unidade, 90% das crianças são de famílias com ocupações ligadas à agricultura e à criação de animais. É o caso de Pedro Cordeiro, 10 anos, aluno de Ângela. Filho de agricultores, ele conta que gostou da novidade e que os pais aprovam a iniciativa. “É legal ficar perto da natureza e aprender a cuidar dela.

Meu pai acha ótimo. "O técnico em agropecuária e coordenador do projeto Horta Escolar Leandro Gomes explica que o objetivo é fazer com que as crianças ajudem os pais, passando a eles o que aprendem na escola. “Muitos não têm conhecimento sobre a época certa do plantio, adubação do solo, espécies resistentes ao clima da região. Eles vão poder aprender com os filhos”, afirma.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia