Cresce a procura por cursos técnicos de solda

Alunos são preparados para atuar em refinarias de petróleo

Por marcelle.silva

Mais um ano começou e com ele novidades e planos. É o caso da vigilante Fátima Cristina, de 38 anos, que sonha trabalhar em refinarias, plataformas de petróleo e estaleiros. Em março, ela termina o curso de soldagem na Mult Tech Solda (Avenida Nilo Peçanha 221, Centro de Nova Iguaçu, tels.: 2658-7075 e 2667-9753) e dará um passo importante para atingir seu objetivo.

Aulas são realizadas em 13 cabines com um ou dois alunos em cadaCacau Fernandes / Agência O Dia

Como Fátima, outros estudantes aprendem a usar máquinas de solda, cilindros de gás e reguladores de pressão e fazer de troca de arame, montagem e manutenção da tocha. “Solda também é coisa para mulher. Basta ter força de vontade. Pretendo trabalhar em navios e plataformas. O salário na área varia de R$ 2.500 a R$ 6.000”, disse ela.

Se depender da previsão do diretor da unidade, José Carlos dos Santos, Fátima pode ficar otimista. Segundo ele, cerca de 80% dos alunos são aproveitados no mercado. “E é um dos poucos cursos que ainda não exigem grau de escolaridade e nem experiência”, destacou Santos.

O curso dura de dois a seis meses. A mensalidade varia de R$ 1.300 a R$ 4.500, podendo ser parcelado no cartão de crédito em até seis vezes. Pagando a metade do curso no dinheiro, a outra metade poderá ser quitada no boleto bancário. As aulas são de terça-feira a sábado em três turnos: manhã, tarde e noite.

Também são oferecidas alternativas de cursos profissionalizantes. Entre eles, destaque para os de Inglês e de Petróleo e Gás e os de Segurança do Trabalho, de Administração e de Contabilidade

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia