Senai Duque de Caxias tem novidades

A instituição implantou cursos inéditos na região de Tecnologia da Informação e Plástico

Por marcelle.abreu

Ele se modernizou, ganhou cursos inéditos e foi ampliado: o Senai Duque de Caxias está de cara nova. Percebendo a sinalização de demanda do mercado na Baixada Fluminense, a instituição, que recebe 3.500 alunos por dia, se renovou, e passa a ter cursos nos setores de Plástico e Borracha, Tecnologia da Informação e investiu no de Madeira e Mobiliário, que além de novos cursos ganhou maquinários com tecnologia de ponta.

Alunos na nova sala de informática Guarim de Lorena - Sistema Firjan

Design de Móveis, Operador de máquinas CNC, Pintor de Móveis e Montador de Móveis são alguns dos novos cursos que se destacam no setor moveleiro. Com previsão de início para setembro, os cursos têm o objetivo de atender à demanda da região, que responde por quase 27% das empresas moveleiras do estado do Rio, segundo dados de 2014 do Sistema Firjan.

“Indústrias do Rio estão iniciando o processo de implementação do conceito Indústria 4.0, que são fluxos de produção controlada e monitoramento dos processos voltados para a indústria do futuro. A tecnologia no segmento de madeira e mobiliário é vista como uma estratégia que visa produzir mais e melhor com menos recurso”, destaca Hugo Gripa, especialista Técnico Setorial da Firjan.

E os alunos do Senai vão produzir móveis com operação programada e controlada por computadores, uma realidade cada vez mais comum no setor. Jorge Rodrigues, presidente do Sindicato da Construção Civil e do Mobiliário (SINCOCIMO), afirmou que: “É fundamental a capacitação da mão de obra para trabalhar com programas automatizados. A mudança é uma oportunidade para se qualificar e ter uma remuneração diferenciada”.

Prontos para o mercado panificador

O Senai Nova Iguaçu também faz a diferença. Nos últimos quatro meses, 25 alunos participaram de cursos gratuitos de Panificação e Confeitaria. Ao todo, foram trezentas horas de aulas teóricas e práticas, finalizadas no dia 14 de agosto, com entrega de diplomas. Os cursos foram realizados em uma carreta, em frete à sede da Secretaria de Assistência Social de Nova Iguaçu (Semas), também conhecida como Esquina da Cidadania, no Centro.

“Os cursos são um grande ganho para a cidade de Nova Iguaçu. Foi gratificante ver a alegria tanto das pessoas que produziram quanto das que consumiram, além de ver a esperança e motivação dos desempregados ou dos que estão em busca de um lugar melhor no mercado de trabalho”, revelou Cristina Quaresma, secretária da Semas.

Sidney dos Reis, chefe de Educação Profissional do Senai Nova Iguaçu, afirmou que objetivo foi capacitar pessoas para o segmento de panificação e confeitaria da região. “Mesmo em meio à crise, a necessidade do setor alimentício é grande e nossos cursos atendem essa demanda. A parceria com o Sindicato dos Pacificadores da Baixada (Simapan) e a Prefeitura de Nova Iguaçu foi um sucesso. Todos os formandos já são vitoriosos porque não desistiram. Agora, estão preparados para competir no mercado de trabalho”, parabenizou Sidney.


Reportagem de Marcelle Abreu 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia