Festa junina em ritmo de Copa esquenta o interior

Dia de Santo Antônio abre a temporada de eventos, que atrai moradores e visitantes de junho a agosto nas cidades, com quadrilhas, comidas típicas e shows

Por thiago.antunes

Rio - Em boa parte dos 92 municípios fluminenses, o clima já é de festa junina desde o último fim de semana. As comemorações se intensificam com a chegada do Dia de Santo Antônio, celebrado dia 13, e prosseguem durante junho inteiro, em homenagem a São Pedro e São João, estendendo-se também em julho e, em muitos lugares, varando o mês de agosto. Em ano de Copa do Mundo, especialmente no Brasil, as típicas bandeirinhas coloridas dão lugar ao verde e amarelo. E não falta inspiração patriota também nas fantasias.

As quadrilhas são o ponto alto da festa. Em São João da Barra%2C haverá concurso com prêmios em dinheiroReprodução

Em São João da Barra, no Norte Fluminense, a tradição é levada tão a sério que existe até concurso de quadrilha e de carroças. Os vencedores recebem prêmios em dinheiro e devem se inscrever até sexta-feira. Em sua 146ª edição, o circuito junino movimenta a cidade o mês inteiro, com atrações religiosas, musicais e esportivas. O evento celebra também o padroeiro São João Batista, São Pedro, e o aniversário da cidade, que acontece no dia 17.

A festa começa amanhã, a partir das 17h. E no dia do santo que tem fama de casamenteiro e protetor dos pobres, a cidade desperta às 5h com uma alvorada, seguida da tradicional distribuição de pães, leites e alimentos doados por devotos, missa e procissão pelas ruas da cidade. As noites são dedicadas a shows de artistas e bandas locais.

Em Macaé, o padroeiro das moças solteiras e um dos santos mais populares da Igreja Católica é o homenageado nos festejos da sua paróquia, no bairro Visconde de Araújo. A programação começou ontem e segue até domingo. A festa, uma das mais tradicionais da cidade, este ano será decorada em verde e amarelo, já na torcida pela seleção brasileira. Hoje, após a missa, haverá a II Mostra Gastronômica Latino-Americana, seguida de shows musicais. Na sexta, haverá procissão, missa e a tradicional distribuição dos pãezinhos de Santo Antônio.

Em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, a tradicional festa do padroeiro do município espera público recorde este ano. As comemorações começam hoje com a quermesse no pátio da Igreja de Santo Antônio, às 20h. Sucesso no ano passado, o circuito gastronômico está de volta com aulas de culinária com chefs internacionais renomados, de sexta-feira a domingo.

Haverá ainda contação de história, lançamento de livros, oficinas de leitura, pintura e artesanato, e shows musicais com artistas locais, grupos de pagode e forró, dança de quadrilha junina, baile de casamento com a Orquestra Lira de Ouro e apresentação das Meninas de Petrópolis.

Serra e mar

Em Petrópolis, durante todo o mês, acontece o Arraiá Imperial, no Parque Cremerie e na Praça de Nogueira. Música (forró, baião, xote e maracatu) e quitutes típicos prometem animar a cidade. A programação foi montada apenas com bandas locais. 

Em Bacaxá, distrito de Araruama, a tradicional festa em comemoração a Santo Antônio acontece de quinta a domingo. A programação conta com barracas e tendas de comidas e bebidas típicas na praça em homenagem ao padroeiro do distrito. Shows com música ao vivo fecham a noite, logo após as missas.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia