Por felipe.martins

Rio - Aos 77 anos, Merine Mendes, do bairro Operário, em Rio das Ostras, sonha com sua primeira casa. “Sou aposentada, não ganho muito e o aluguel está cada vez mais caro. Estou muito confiante, pois eu preciso muito”, disse. Merine está na fila para concorrer a uma das 480 apartamentos que serão construídos na cidade pelo programa Minha Casa Minha Vida para moradores com renda familiar mensal de até R$ 1.600.

O contrato com a Caixa e a RD Engenharia foi assinado ontem com a prefeitura. As inscrições podem ser feitas até o dia 11, na Escola Municipal Maria Teixeira, no Jardim Campomar. A expectativa é que cerca de 5 mil pessoas se candidatem.

Cadastramento será feito até dia 11%2C em escola do município. População local aumentou 190% em 10 anosDivulgação

Estas serão as primeiras unidades a serem construídas pelo Minha Casa, Minha Vida no município. Em 2004, foram construídas 84 moradias. Desde 2005, apenas 19 famílias foram contempladas por projetos habitacionais. A Caixa está investindo R$ 33 milhões no projeto e a prefeitura, mais R$ 4,5 milhões em infraestrutura. O início das obras está previsto ainda para este ano.

“Sabemos que essas unidades não vão resolver nosso problema habitacional. Continuamos trabalhando para ampliar os investimentos na construção de mais casas populares e contamos com novas parcerias com o Governo Federal para isso”, disse o prefeito Alcebíades Sabino.

Segundo dados do IBGE, Rio das Ostras contava com cerca de 48 mil moradores em 2004. A estimativa do instituto é que o município já tenha mais de 125 mil habitantes este ano, um crescimento de 190%, com mais de 80 mil moradores novos em 10 anos.

A prefeitura aguarda o lançamento do Minha Casa, Minha Vida 3, previsto para hoje, para inscrever pelo menos mais quatro projetos que vão beneficiar moradores da cidade, incluindo servidores municipais.


Friburgo ganha mais 300 imóveis

Trezentas famílias de Nova Friburgo serão contempladas hoje com a entrega do quarto lote de apartamentos para moradores que perderam seus imóveis na tragédia das chuvas em 2011. Outras 956 unidades habitacionais foram entregues nos últimos três anos pelos governos municipal, estadual e federal.

A previsão é de que mais 1.030 unidades habitacionais estejam prontas até o fim deste ano. No entorno do conjunto residencial ainda deverão ser contruídos creche, escola, posto de saúde e posto de policiamento. A entrega do novo lote, no Condomínio Residencial Terra Nova, no Bairro Novo, terá a presença do governador Luiz Fernando Pezão e do ministro das Cidades, Gilberto Occhi.

“Vi a destruição de perto e agora estamos vendo a reconstrução. É um recomeço para famílias, que podem olhar o futuro”, disse a presidenta Dilma Rousseff em encontro no Rio, na última segunda-feira, com o prefeito Rogério Cabral.

Você pode gostar