João Paulo II vira estátua na Serra

Escultura feita na Inglaterra pode ser vista a partir desta terça-feira no Museu de Cera de Petrópolis

Por thiago.antunes

Rio - Parece real, mas não é. A escultura hiperrealista do Papa João Paulo II, esculpida na Inglaterra, promete surpreender e emocionar fiéis e turistas que visitarem o Museu de Cera em Petrópolis a partir desta terça-feira. Única no Brasil, a estátua, em tamanho real, do pontífice mais popular da história recente da Igreja Católica, foi exibida pela primeira vez ao público no último domingo, durante missa na Catedral São Pedro de Alcântara, onde foi abençoada pelo bispo Dom Gregório Paixão.

As mais de 500 pessoas que estavam lá se emocionaram. “Fiquei impressionado com os detalhes do trabalho. Mesmo de perto parece que estou realmente na frente do papa”, disse o comerciante carioca João Pedro Gonçalves, que passava o fim de semana com a família na Cidade Imperial e aproveitou para ir à missa. A obra de arte levou seis meses para ficar pronta.

Abençoada pelo bispo de Petrópolis%2C a estátua emocionou os fieisDivulgação

A iniciativa, que representa uma homenagem à canonização de João Paulo II neste ano, é resultado de uma parceria com a Prefeitura de Petrópolis, por meio da Fundação de Cultura e Turismo, e a Mitra Diocesana. “João Paulo II foi uma das mais importantes personalidades mundiais. Representa, de forma ímpar, a cultura da paz, e por isso é admirado por todos, católicos ou não”, lembra a presidente da fundação, Thaís Ferreira.

A estátua foi adquirida pelo Museu de Cera, por valor não revelado, e passa a ser incorporada ao seu acervo, ao lado de outras 17 esculturas de famosos. Entre as personalidades em forma de cera estão Dom Pedro II, Gilberto Gil, Princesa Isabel, Albert Einstein e Alfred Hitchcock.

Atualmente, o espaço recebe cerca de dois mil visitantes por mês. A expectativa com a chegada da estátua de João Paulo II é que esse número de visitas chegue a triplicar. As visitas podem ser feitas de terça a domingo, das 10 às 17 horas, na Rua Barão do Amazonas, n°35, no Centro da cidade. A entrada custa R$ 24 (estudantes e idosos pagam meia).

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia