Angra dos Reis, Cabo Frio e Búzios são os destinos preferidos dos cariocas

Búzios é a cidade preferida, com 17,6% das preferências. Gasto médio é de R$ 300 por viagem

Por adriano.araujo , adriano.araujo

Rio - Foi ainda pequeno que o hoje empresário Daniel Cooper, de 28 anos, passou a frequentar Cabo Frio, onde a família possui casa desde 2000, na Praia do Forte. Daniel está dentro do perfil do turista carioca que procura o interior do Rio na hora de viajar. Pesquisa da Besser Consultoria, encomendada pelo Sebrae-RJ, mostra que 97,2% dos moradores da capital viajaram para alguma cidade do estado nos últimos 12 meses, 80% a lazer e 10% a negócios. Foram entrevistadas 710 pessoas no Centro do Rio.

Os destinos mais procurados são Cabo Frio (11,7%), Armação dos Búzios (10,2%) e Angra dos Reis (6,4%). Búzios, porém, assume a primeira posição quando a pesquisa abordou o destino preferido. A cidade teve 17,6% das preferências, Cabo Frio ficou em segundo (16,5%) e Angra dos Reis em terceiro (8,5%).

Preferida por cariocas%2C Cabo Frio incentiva turismo náutico a moradores%2C com o programa Esse Mar é MeuDivulgação

Sempre que pode, a economista Vânia da Silva, de 49 anos, pega o seu carro e coloca o pé na estrada com o marido e as duas filhas em busca das belezas naturais e praias paradisíacas de Búzios. “Alugo quase todo ano uma casa na Praia Rasa. Vou há 18 anos e não enjôo”, diz ela, que passou 15 dias na cidade em janeiro. Daniel também viaja sempre de carro. “No começo, ia com meus pais e depois, passei a ir com meus amigos. Agora continuo viajando com a minha noiva. As praias são excelentes e é perto de Búzios e Arraial do Cabo, cidades muito bonitas”, destacou o empresário, ao confirmar outro dado do estudo: mais de 73% das pessoas vão de carro até seu destino e apenas 23% utilizam ônibus.

A pesquisa mostra ainda que nos próximos seis meses, cerca de 64% dos entrevistados vão viajar para alguma cidade do interior e 93% indicariam o destino para outras pessoas. Um fator de atração é o custo: mais da metade (51%) gasta entre R$ 51 e R$ 200 por viagem. A maior parte (47,2%) fica em hotéis e pousadas, enquanto 44,3% optam por casas de parentes e amigos. O restante prefere campings e outras alternativas de hospedagem. Dos turistas que viajam regularmente dentro do estado, a maioria (59,2%) é jovem de 18 a 37 anos e 61,5% têm renda familiar entre dois e oito salários mínimos.

Para a coordenadora do Sebrae-RJ na Região dos Lagos, Ana Cláudia Vieira, quem respondeu a pergunta não levou em conta o custo total. “Acho que não contabilizaram transporte, combustível e hospedagem. Só o dinheiro dispendido no dia a dia. Por isso, o baixo valor”.

Segurança e trânsito são atrativos

?Para Maria Inês Oliveros, presidente do Cabo Frio Convention & Visitors Bureau, a natureza e a estrutura são os principais atrativos. “A cidade oferece um suporte muito grande para os visitantes. A qualidade das águas das praias também é um fator fundamental para que cada vez mais pessoas venham e usufruam todas as maravilhas da região”, diz ela. A cidade possui 115 hotéis e pousadas, que dispõem de 6.200 leitos.

Sérgio Rebora, presidente da Associação de Hotéis e Pousadas de Búzios e dono da Pousada Dos Reis, acredita que a baixa violência e e o trânsito tranquilo também contribuem para os cariocas “invadirem” Búzios. “Fugir dos engarrafamentos do dia a dia, do estresse e da criminalidade são fundamentais para os moradores do Rio virem para cá. As pessoas vêm mesmo se estiver no inverno. O balneário tem mais de 20 praias, cada uma mais bonita que a outra. Há também centros gastronômicos na Rua das Pedras que atraem as pessoas”, ressaltou. Ele estima um crescimento anual de 10% no número de visitantes nas 400 hospedagens, entre hotéis, pousadas, hostels e casas para aluguel em Búzios. “Temos cerca de 10 mil leitos que atendem muito bem a população”, diz.

?Reportagem de Eduardo Ferreira

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia