São Gonçalo convida municípios vizinhos a criar "cinturão de segurança"

Com objetivo de reduzir a criminalidade, 48 câmeras e botões de pânico serão instalados na cidade

Por vinicius.amparo

Rio - Reduzir a criminalidade, reforçar a fiscalização nas áreas de divisa entre os municípios e estimular a troca de informações entre os serviços de inteligência da região. Este é o objetivo do "Cinturão de Segurança", projeto proposto pela secretaria de Segurança Pública de São Gonçalo aos municípios vizinhos e anunciado nesta quarta-feira (22), durante reunião entre integrantes da cúpula da segurança gonçalense.

Nesta primeira reunião, as cidades de Itaboraí e Seropédica enviaram representantes. Idealizador do projeto, o coordenador do Centro Integrado de Operações em Segurança (Ciosp), Carlos Alberto Mello, aguarda resposta dos municípios de Niterói, Tanguá e Maricá.

Outro anúncio realizado durante o encontro foi sobre a instalação de outras 48 câmeras e a implantação de botões de pânico no município. A localização das novas câmeras será definida a partir de estudo feito em cima das manchas criminais entregues à secretaria de Segurança pelas polícias Civil e Militar e pelo Instituto de Segurança Pública (ISP).

"Os benefícios são muito grandes e não se limitam à Segurança Pública. As câmeras flagram também situações que podem ser repassadas a outros órgãos", ressaltou Mello.

Todas as imagens ficam à disposição tanto da PM como da Polícia Civil e podem auxiliar na prevenção e também na elucidação de crimes. "É uma parceria importante, pois proporciona à Polícia dar uma resposta", destacou a delegada Raíssa Celles, titular da 72 DP (Mutuá).

As câmeras, tem um zoom de 12 vezes e são capazes de aproximar imagens com nitidez a uma distância de até 350 metros. Os botões de pânico devem ser inicialmente colocados próximos a agências do banco Itaú, que é a empresa que assinou uma parceria público-privada. Quando acionados, equipes do 7BPM (São Gonçalo) e da delegacia da área do incidente serão contactadas.

"Nossa cidade tem uma população superior à de 14 capitais brasileiras. Somos o segundo município do Estado do Rio, com mais de um milhão de habitantes. Temos buscado na iniciativa privada possibilidades de novas parcerias para devolver a segurança aos gonçalenses. Essas câmeras darão celeridade à investigação de eventuais crimes e vão possibilitar que prisões sejam efetuadas com mais rapidez", enfatizou o prefeito Neilton Mulim durante a assinatura do convênio.

Também participaram do encontro o secretário de Segurança, coronel Antônio Oswaldo de Souza, o delegado Sérgio Caldas, coordenador do 4º Departamento de Polícia de Área (DPA), o delegado Leonardo Borges, da Divisão de Homicídios de Niterói e São Gonçalo (DH-Nit/SG), o delegado Robson Rodrigues, da 73 DP (Neves) e o comandante do 7 BPM (São Gonçalo), coronel Fernando Salema.

O oficial inclusive passou a receber em seu aparelho de telefone celular, através de instalação de aplicativo específico, as imagens que já são monitoradas pelo município. Atualmente, 26 câmeras estão em funcionamento.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia