Santa Casa de Barra Mansa faz captação de órgãos para transplante

Após morte cerebral de uma mulher de 42 anos, foram doados pela família o fígado, os rins e as córneas. Três pessoas foram beneficiadas pela ação

Por eduardo.oliveira

Rio - A equipe da Santa Casa de Misericórdia de Barra Mansa realizou a terceira captação de órgãos nesta semana. Desta vez, após comprovada por meios de exames clínicos e complementares realizado pela equipe especializada da unidade hospitalar, a morte cerebral de uma mulher de 42 anos, foram doados pela família o fígado, os rins e as córneas. A captação aconteceu mesmo antes da implantação da OPO (Organização de Procura de Órgãos).

Uma equipe do Programa Estadual de Transplantes realizou a retirada dos órgãos em Barra Mansa. Três pessoas foram beneficiadas com a ação. "É muito bonita essa atitude da família em querer doar os órgãos de quem faleceu. Estamos com a equipe e com a sala montada só aguardando a verba federal ser liberada para, então, poder realizar mais trabalhos como este", acrescentou o diretor administrativo da Santa Casa, Altair Carvalho, explicando que a contrapartida da Santa Casa, que prevê a disponibilidade de uma sala e o treinamento da equipe, já foi realizada e que para a OPO ser implantada falta o investimento federal ser liberado.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia