Natividade terá novas eleições municipais

TRE confirma cassação do prefeito Taninho e seu vice por abuso de poder econômico e gasto ilícito na campanha

Por rosayne.macedo

Rio - O prefeito de Natividade, Marcos Antônio da Silva Toledo, o Taninho (PSD), e o vice, Welington Nacif de Mendonça, o Welington da Volks (PSB), foram cassados na sessão de segunda-feira (9) do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), por abuso de poder econômico e captação e gasto ilícitos de recursos na campanha.

Taninho também ficou inelegível por oito anos e os 4.947 votos obtidos por ele em 2012 foram anulados. Como equivalem a 51,32% dos votos válidos no pleito, a legislação prevê a realização de nova eleição direta para a Prefeitura.

Para o TRE, ficou provada a contratação de pelo menos 217 cabos eleitorais por R$ 300 por mês cada, despesa que foi omitida da prestação de contas. Sem origem identificada, os recursos usados no pagamento atingiram R$130 mil — cerca de 267% dos R$ 48 mil oficialmente declarados nas contas da campanha.

A eleição terminou com uma diferença de apenas 255 votos em favor de Taninho. "Os fatos são extremamente graves, a ponto de ferir a normalidade e legitimidade do pleito", disse o relator do processo, desembargador Edson Vasconcelos, ao confirmar a sentença de cassação da 43ª ZE de Natividade.

* Com informações da assessoria de imprensa do TRE-RJ.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia