Nova Iguaçu vai multar quem estacionar em vaga de deficiente

Campanha "Muita Moral — essa vaga não é sua nem por um minuto", vai advertir motoristas 'espertinhos'

Por vinicius.amparo

Nova Iguaçu (RJ) - Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, iniciou na última segunda-feira (30), a campanha nacional chamada “Multa Moral – essa vaga não é sua nem por um minuto”. A ação é uma advertência educacional, criada na gestão do prefeito Antanas Mokus, em Bogotá, na Colômbia nos anos 90, reproduzida pelo governo brasileiro e agora posta em prática em Nova Iguaçu.

A ação, tem como objetivo incentivar uma mudança de comportamento entre os motoristas, visando a conscientização da vaga especial para deficientes ou idosos. Ao chegar ao Paço Municipal, Márcio Nunes, 39 anos, se deparou com um carro estacionado na vaga para deficientes. “Eu sempre passo por isso, é um transtorno. É uma falta de respeito com a gente. O direito é para todos, e as pessoas precisam fazer valer esses direitos”, desabafa.

A proposta da campanha é direcionada para quem está infringindo a lei, e para um deficiente que não esteja com credencial. “Quem não tiver a credencial, deverá procurar a Subsecretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência ou a Secretaria de Transporte para se regularizar conforme as normas de acessibilidade”, informa o subsecretário municipal Valnei Costa.

A próxima fase da operação será relatar à Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado do Rio de Janeiro (Fetranspor) sobre os ônibus quebrados e motoristas que não respeitarem o embarque da pessoa com deficiência, para que seja tomada devidas providências, pois haverá fiscalização em breve e os ônibus que não estiverem aptos para deficientes terão a circulação proibida.

A campanha será permanente e realizada em todo o município, através da prática de fiscalizações, com multas e reboques. A Multa Moral é uma ferramenta educativa e não invalida ou substitui a multa de trânsito aplicada pelos guardas municipais.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia