Ônibus intermunicipais não poderão circular no Centro de Nova Friburgo

Caso a medida entre em vigor, moradores dos municípios vizinhos terão que utilizar as linhas da única empresa de ônibus do município

Por daniela.lima

Rio - Moradores de Cachoeiras de Macacu, Bom Jardim, Cordeiro, Cantagalo, Macuco, Santa Maria Madalena, Trajano de Moraes e Duas Barras estão apavorados com a possibilidade de que os ônibus intermunicipais que costumam utilizar diariamente deixem de circular no Centro de Nova Friburgo, cidade vizinha, e onde boa parte trabalha, estuda e faz suas compras, a partir da próxima segunda-feira. A medida vai obrigar os moradores dos municípios vizinhos a utilizarem as linhas da única empresa de ônibus do município, a Faol, obrigando-os a pagarem pelo menos mais uma passagem. 

A prefeitura quer evitar que ônibus de linhas intermunicipais cruzem a cidade. Centro foi revitalizado após a tragédia das chuvas em 2011Daniel Castelo Branco / Agência O Dia


A Prefeitura de Nova Friburgo informou, por meio de sua assessoria, que está amparada por lei, fundamentada no Decreto Municipal nº 161 de 22 dezembro de 1998. A legislação regulamentou os parágrafos primeiro e segundo do artigo primeiro da Lei Municipal 2.587/93, que autorizou a concessão das rodoviárias intermunicipais. Desta forma, os ônibus intermunicipais não vão poder cruzar a cidade, sendo obrigados a parar num dos dois terminais rodoviários existentes em Friburgo, nos extremos Sul e Norte do municípío, e que ficam muito distantes do Centro.

Na tentativa de reverter essa medida, vereadores de Bom Jardim se reuniram na última terça-feira no Palácio da Guanabara com o vice-presidente do Detro (Departamento de Transportes Rodoviários do Estado do Rio), Fernando Moraes. 

“Essa proibição vai afetar boa parte da população da Região Serrana e Friburgo é uma cidade polo, as pessoas estudam lá, trabalham, vão a médicos e utilizam outros serviços. Essa notícia causou comoção entre a população. É muito grave e vai afetar a economia da cidade”, diz o vereador de Bom Jardim, José Nilton (PMDB). Ele conta que a Prefeitura de Nova Friburgo já tentou implementar essa medida outras vezes, mas não deu certo. “Estamos confiantes que o Detro vai encontrar uma solução e que a população não será obrigada a pagar mais uma passagem para chegar ao seu destino. 

Procurado, o Detro informou, por meio de sua assessoria, que não há previsão de alterações nas linhas intermunicipais que circulam por Nova Friburgo e que, diferentemente do que foi informado pela prefeitura da cidade, não recebeu nenhuma comunicação oficial a este respeito. Em nota, o Detro esclareceu, ainda, que quaisquer mudanças nas linhas intermunicipais devem ter autorização do órgão. 

Já a Secretaria de Ordem e Mobilidade Urbana de Nova Friburgo afirma que comunicou oficialmente ao Detro, às empresas e também às prefeituras vizinhas sobre o cumprimento do decreto. A reportagem solicitou à prefeitura uma cópia do ofício enviado ao Detro, mas não obteve resposta.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia