Nelson Vasconcelos: O negócio é correr atrás do prejuízo

Cinco milhões de brasileiros se cadastraram como micro empreendedor em 2015. Sinal de que o emprego formal está rareando ou, pelo menos, de que o sujeito precisa fazer uns frilas para reforçar o orçamento

Por cadu.bruno

Rio - Com ou sem crise, o negócio é não ficar parado. Não é por acaso que, segundo o Sebrae, nada menos que cinco milhões de brasileiros se cadastraram como Micro Empreendedor Individual (MEI) em 2015 — 25% mais que no ano anterior. É um sinal de que o emprego formal está rareando ou, pelo menos, de que o sujeito precisa fazer uns frilas para reforçar o orçamento.

É por essas e outras que sugiro espiada no GetNinjas (disponível em GetNinjas.com.br), que facilita a contratação de serviços. Segundo o site, mais de 14 mil cariocas começaram a trabalhar por conta própria (legalmente) em 2015. Crescimento de 299% em relação a 2104.

Os novos empresários independentes que mais receberem pedidos, por aqui, foram pedreiros, arquitetos e pintores. A média de ganhos, de acordo com o serviço desses profissionais, ficou em R$1.300, R$ 1.500 e R$ 1.100, respectivamente.

São ofícios nada ligados diretamente ao setor de tecnologia, mas são profissionais que usam a internet para chegar ao mercado. Ou seja: se você, por algum motivo, não considera a internet como uma boa alternativa para conseguir novos clientes, está mais do que na hora de repensar essa atitude. Do contrário, a vítima pode ser você...

OS SMARTS DOS BRASILEIROS

A Samsung é a fabricante que mais vende smartphones no Brasil, com 38,2% do mercado. O segundo lugar está com a Lenovo (que comprou a Motorola), com 19% do bolo, seguida pela LG (13,6%). Boa de marketing e contando com militantes ardorosos, a Apple fica com somente 4,5% do público brasileiro, embora seja a grande concorrente da Samsung no resto do mundo. Os dados são do Olhar Digital.

COMO FAZER SUCESSO NO TINDER

Alô, pessoal que anda no Tinder em busca de distrações. Entre o público masculino, eis as dez profissões que mais atraem possíveis parceiros: Piloto, Empresário, Bombeiro, Médico, Personalidade da TV ou rádio, Professor, Engenheiro, Modelo, Paramédico e Universitário. Para mulheres: Fisioterapeuta, Design de interiores, Empresária/empreendedora, Relações públicas, Professora, Universitária, Fonoaudióloga, Farmacêutica, Gerente de redes sociais e Modelo.

EM BUSCA DE OPORTUNIDADES

O governo francês divulgou que a Google está devendo nada menos que 1,6 bilhão de euros (o equivalente a R$ 6,6 bilhões) em impostos. Fazer isso é feio, muito feio, mas é uma prática muito comum entre empresas de todo o mundo. Para inchar os lucros praticando a chamada elisão fiscal, muitas delas se instalam em paraísos fiscais. Luxemburgo, por exemplo, é um país que vive disso. Estamos de olho.

WHATSAPP ALERTA

O pessoal que usa WhatsApp (e quem não usa?) deve pensar em jogar fora os smartphones mais antiguinhos. Isso porque, no fim deste ano, o aplicativo deixará de funcionar nos seguintes aparelhos e sistemas operacionais: BlackBerry (inclusive o BlackBerry 10), Nokia S40, Nokia Symbian S60, Android 2.1 e Android 2.2, e o Windows Phone 7.1. Hoje, 99,5% dos aparelhos usam os sistemas operacionais da Google, da Apple ou da Microsoft, o que é um cenário bem diferente de quando o WhatsApp começou a operar, em 2009. Naquela época, era bem maior a presença da Nokia e da BlackBerry. Tudo passa...

E POR FALAR NISSO

O WhatsApp está implantando aos poucos o recurso que permite compartilhamento de documentos com os contatos do usuário, incluindo aparelhos Android e iOS. Por ora, está valendo apenas para o compartilhamento de arquivos PDF.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia