Quem ama o Rio não se abate

Por Gutemberg Fonseca Indicado Secretário Estadual de Governo

opinião 3 dezembro 2018
opinião 3 dezembro 2018 -

Rio - O assunto mais discutido sobre o governo que se inicia daqui a um mês é o abate. A lei do abate, a possibilidade de se considerar uma ameaça o criminoso de fuzil na mão e tratá-lo como se deve, protegendo o cidadão de bem. Mas se as pessoas querem falar disso, por que não atendê-las? Vamos, porém, falar deste assunto de um jeito mais amplo.

Tudo começa quando o povo do Rio de Janeiro decide, pelo voto, acreditar no fim da violência, apoiando propostas firmes e definitivas para garantir a segurança de todos. E foi esse mesmo povo, sofrido, mas esperançoso, que mirou e acertou em um candidato honesto e determinado que se comprometeu desde o início em enfrentar corajosamente os malfeitos e a bandidagem - até aqui tolerada e até acobertada por uma sequência nefasta de governos anteriores.

Passadas as eleições, o que impressiona agora é que essas velhas práticas, associadas a um falso moralismo movido por interesses, voltam a se articular amparadas pelo velho discurso da proteção aos direitos humanos. O que muitos fingem não saber é que direitos humanos são para humanos direitos e que o crime que nos amedronta e mata, esse sim é que vai ser abatido com determinação e sem complacência.

Desta vez, para surpresa de todos e temor de alguns, o tiro dado para governador foi certeiro e a esperança de um futuro mais seguro disparou na frente com todo o vigor de um povo que não aguenta mais conviver com esse estado de calamidade. O enfrentamento é inevitável e custe o que custar, a violência tem que parar. Porque a verdadeira questão que a todos desafia é uma só: continuarmos reféns da ação cruel e escravizante de traficantes e milicianos ou mirar de uma vez por todas em quem aperta o gatilho dessa guerra que não acaba nunca? O povo do Rio de janeiro já fez a sua escolha: Acabar com a violência, antes que a violência acabe com tudo. Esse é o alvo que a gente não pode errar. E nessa hora difícil, mas necessária, precisamos estar todos juntos e confiantes, não podemos desanimar nem desistir.

Vamos todos defender o nosso estado, a nossa vida, a nossa família. Quem ama o Rio não se abate.

(*Futuro secretário estadual de Governo)

Galeria de Fotos

opinião 3 dezembro 2018 ARTE O DIA
Gutemberg Fonseca foi escolhido como secretário de Governo Divulgação

Comentários

Últimas de Opinião