A escolha da escola

É fundamental que a escola se comprometa com a aprendizagem de todos e não apenas dos melhores

Por Júlio Furtado Professor e escritor

Júlio Furtado, colunista do DIA -

E cá estamos novamente em época dos telefonemas que revelam a angustiante pergunta: como não errar na escolha da escola do meu filho?! Quais escolas você indica?

Há muito já desisti de indicar e a razão é simples: indico a boa escola segundo as minhas expectativas, segundo os meus valores e o que eu desejo para os meus filhos, o que pode ser muito diferente do contexto de vida das outras pessoas. Por isso, a primeira coisa que eu sugiro é que você defina como você gostaria que seu filho fosse educado. Com liberdade? Num ambiente rígido e cheio de regras? No meio termo entre esses dois extremos? No que você acredita quando se trata de uma boa educação?

Não estou aqui falando de professores que ensinam bem ou bom material didático. Isso deve ser premissa de qualquer boa escola. Estou falando do clima educacional que a escola oferece. Escreva tudo que você julga importante no processo escolar.

Depois relacione as características que você espera que a escola tenha e que sejam coerentes com a forma de educação que você deseja. Essas características você encontra facilmente nos sites das escolas. Faça uma pesquisa e selecione uma quantidade que você consiga visitar.

Outra importante questão é levar em conta o perfil do seu filho ou filha. As crianças e adolescentes que lidam bem com a liberdade de aprender outras precisam ser mais guiadas e cobradas. Inverter essas condições pode provocar total desmotivação para a aprendizagem.

A não ser que você entenda de Educação, não gaste tempo tentando discutir a Proposta Pedagógica da escola. Quase sempre a proposta é perfeita, respeitando as individualidades e formando cidadãos conscientes e responsáveis, o que as faz muito parecidas no papel ou no discurso.

Eu sugiro que faça duas perguntas-chave que vão dar dicas do real comprometimento da escola com o aluno: como a escola lida com a indisciplina? (disciplina é currículo e não algo a ser simplesmente tratado com regras rígidas e impostas); como a escola atende aos alunos que não aprendem na mesma velocidade da maioria? É fundamental que a escola se comprometa com a aprendizagem de todos e não apenas dos melhores.

A última dica é que você investigue o nível de satisfação dos pais com a escola e, se conseguir, o nível de satisfação dos professores. Seja que escola for, sua presença e acompanhamento serão fundamentais para o sucesso de seu filho.

Comentários