Mais Lidas

Fábio Galvão: A cinquentona que desenvolve o Rio

A Codin chega aos 52 anos com um corpo de profissionais de excelência, focado na atração de novos investimentos

Por Fábio Galvão*

OPINA28NOV
OPINA28NOV -
A cervejaria Canecão abria as portas em Botafogo. A Cidade Maravilhosa era castigada por enchentes que se tornariam o maior desastre natural de sua história. O ano, 1967. Nesse cenário surgia a Companhia de Distritos Industriais do Estado do Rio de Janeiro. A primeira sede foi instituída no centro de Niterói, Estado da Guanabara. Eram cerca de 30 funcionários que tinham como função implantar e comercializar distritos industriais.
Alguns destes primeiros colaboradores testemunharam, posteriormente, a transferência da instituição para o unificado Estado do Rio de Janeiro, em 1975. E foi no número 30, da Rua da Quitanda, que a companhia tomou corpo. O momento era de pujança. O território fluminense já era reconhecido pelo dinamismo dos seus distritos industriais, além de abrigar na cidade do Rio de Janeiro, o centro administrativo, financeiro, comercial e cultural.
Em 1982, é renomeada e a palavra Desenvolvimento começa a orientar os rumos da Codin. Hoje, ainda contamos com a experiência de alguns servidores que viram a Companhia de Desenvolvimento Industrial do Estado do Rio de Janeiro nascer. E é em nome deles e dos demais trabalhadores dessa Sociedade Anônima, de Economia Mista, criada pela Lei nº 5.969, de 28 de novembro de 1967, que estamos empenhados em mantê-la cada dia mais viva e atuante.
A Codin chega aos 52 anos com um corpo de profissionais de excelência, focado na atração de novos investimentos, atuando com ética, integridade e dentro dos melhores padrões de transparência, governança corporativa e probidade na gestão pública. Cabe destacar que o compromisso com a probidade e melhoria da gestão administrativa já resultou em um enxugamento de 20% na folha salarial e a reversão de parte desta economia em cursos de capacitação profissional para os servidores, inclusive daqueles heróis que deixam um legado de esforço e contribuição para o interesse público.
E fomos além. Transformamos o Estado do Rio de Janeiro no primeiro Estado do País a exigir a implantação de programas de compliance das empresas interessadas em pleitear incentivos fiscais. É um passo fundamental para recuperar o ambiente de negócios no Rio de Janeiro e atrair novas indústrias para o território fluminense. É também uma maneira de premiar as empresas que assumirem compromisso efetivo com a prevenção da corrupção e o combate das más práticas negociais.
A própria Codin está dando o exemplo, ultimando as medidas cabíveis para a adoção plena da norma de referência ISO (Organização Internacional para Padronização) 19600 e visando à certificação da Companhia pela adesão aos padrões do sistema de gestão antisuborno da ISO 37001. Estamos comprometidos com o desenvolvimento sustentável do nosso Estado e prontos para mais 52 anos à frente do processo de reindustrialização do Rio de Janeiro.

*Fábio Galvão é presidente da Companhia de Desenvolvimento Industrial do Estado do Rio de Janeiro – Codin.

Galeria de Fotos

OPINA28NOV ARTE O DIA
Fábio Galvão Divulgação

Comentários