Virgínio Vieira: Previ-Rio: Modernização da gestão durante a pandemia

Hoje, praticamente todas as solicitações já estão disponíveis on-line, respeitando as exceções previstas na legislação

Por Virgínio Vieira*

Virgínio Vieira
Virgínio Vieira -
Em junho completo seis meses na função de presidente do Previ-Rio, segunda maior previdência municipal do Brasil. Mas antes de dissertar sobre o processo de modernização do instituto, tema principal deste artigo, gostaria de me apresentar: sou servidor de carreira da prefeitura do Rio de Janeiro, desde 2008, graduado em administração pela UFRJ e mestre em Gestão Pública pela Fundação Getúlio Vargas.

Na prefeitura ajudei a implementar o pregão eletrônico, participando da formação dos profissionais que operam o sistema. No fim de 2017 fui cedido ao Ministério da Saúde, onde trabalhei no Departamento de Informática do SUS (DataSUS) até o início de 2019. Lá formulei políticas de tecnologia da informação e comunicação, e apoiei iniciativas de inclusão digital, com melhorias na gestão estratégica das equipes.

Quando assumi o Previ-Rio, a orientação do prefeito foi promover o equilíbrio financeiro e atuarial dos sistemas previdenciário e assistencial do município, além da modernização da gestão do instituto, buscando obter os resultados necessários para garantir a tranquilidade dos servidores e de seus dependentes.

O desafio era enorme, entretanto, a equipe técnica, composta em sua maioria por servidores de carreira, extremamente capacitados, experientes e comprometidos com a instituição, me deixou confiante no sucesso deste projeto. A principal meta é justamente facilitar o acesso aos serviços para os 180 mil clientes/cidadãos que atendemos hoje, público composto por servidores municipais ativos e inativos, pensionistas e beneficiários.

O processo para tornar virtuais nossos atendimentos estava previsto para ser implementado de forma gradativa, ao longo do ano de 2020 (até o fim de 2019, a maioria dos atendimentos eram presenciais). O que ninguém podia imaginar é que uma pandemia nos atingiria em cheio e essa migração, do presencial para o digital, tivesse de ser feita em menos de 30 dias.

ATENDIMENTO DIGITAL
Ainda na segunda semana de março, seguindo a orientação do prefeito Marcelo Crivella, a minha iniciativa foi criar um grupo composto pelos Dirigentes, Ouvidoria e Assessoria de Comunicação Social intitulado: “Gabinete de Crise Previ-Rio”, para alinhar as ações, a fim de desmobilizar as equipes presenciais e organizar a atuação em “home-office” (teletrabalho).

Foram promovidas diversas ações de capacitação das equipes para a utilização de ferramentas de teletrabalho e, concomitantemente, iniciamos a etapa de reestruturação da página na internet.

A preocupação maior era que não deixássemos de atender normalmente. Recuar não era uma opção. Criamos uma “força-tarefa”, que desenvolveu, em tempo recorde, uma aplicação permitindo os requerimentos on-line dos benefícios post-mortem (pensão, pecúlio e auxílio funeral) e encerramento de folha, face ao caráter alimentar envolvido.

Definimos uma escala de prioridades e, numa primeira etapa, criamos um formulário padrão, contemplando os benefícios acima citados. Numa segunda etapa, que deve estar sendo disponibilizada em breve, vamos ter um formulário único, com todos os benefícios podendo ser requeridos on-line.

Buscamos principalmente a simplicidade na requisição. O solicitante entra no site do Previ-Rio, digita a matricula do servidor e o CPF, e envia na hora os documentos (fotografados ou digitalizados). É certo que, numa minoria de casos, ainda haverá necessidade de que o solicitante tenha que apresentar documentos adicionais, entretanto, todo o processo já foi feito on-line, acelerando, assim, o recebimento do benefício.

Mas não foi fácil. Durante a pandemia alguns setores, como o de Tecnologia da Informação, de Pagamentos e Ouvidoria ficaram sobrecarregados, sem contar na necessidade de adaptação à nova realidade do teletrabalho. Porém, o engajamento e comprometimento das equipes garantiram o sucesso das ações.

Se até março a maior parte dos serviços exigia em algum momento a presença do solicitante, os números se inverteram. Hoje, praticamente todas as solicitações já estão disponíveis on-line, respeitando as exceções previstas na legislação. Além da agilidade no atendimento, as mudanças também proporcionaram melhores condições de trabalho.

Embora desde o início da pandemia não tenhamos medido esforços para evitar o contágio da Covid-19 nas instalações do Previ-Rio, até a publicação deste artigo, dentre os 230 integrantes do quadro do instituto, tivemos oito que testaram positivo, sendo que seis deles já se encontram plenamente recuperados e dois em fase final de recuperação. Dessa forma, estamos alcançando também o objetivo de preservar a saúde dos nossos servidores.

NOVO SITE E CRIAÇÃO DE MÍDIAS SOCIAIS
Em junho entrou no ar uma nova versão do site do instituto (http://previ.rio), mais responsivo e adequado para hospedar inúmeras aplicações, como o recém-criado sistema de atendimento on-line, estabelecendo um marco histórico na administração previdenciária da cidade do Rio de Janeiro.

Outra inovação que marca os primeiros seis meses da atual gestão do Previ-Rio é o nascimento das mídias sociais. O instituto, que nunca teve Instagram e Facebook oficiais, desde maio passou a disponibilizar tais canais de comunicação, no intuito de ampliar a divulgação dos nossos serviços e promover a aproximação com os beneficiários.

LICITAÇÃO VIRTUAL
E a ideia é cada vez mais oferecermos serviços digitais. As licitações também vão migrar para a internet, com a inauguração de uma sala digital para transmitir on-line as sessões, ao vivo, através do site do Previ-Rio.

GARANTIR A TRANQUILIDADE DO SERVIDOR
O Previ-Rio é a nossa casa, é um patrimônio querido por todos nós. É preciso arregaçar as mangas, trabalhar firme e unir forças para que a gente possa trazer bons resultados, diminuindo gargalos e buscando mais receitas.

*Virgínio Vieira é presidente do Previ-Rio, servidor de carreira e especialista em gestão pública

Galeria de Fotos

Virgínio Oliveira Divulgação
Virgínio Vieira Divulgação

Comentários