Petrópolis terá Fundo de Segurança Pública para captação de recursos

Lei foi sancionada pelo prefeito Bernardo Rossi

Por O Dia

Prefeito Bernardo Rossi
Prefeito Bernardo Rossi -
Petrópolis - Petrópolis deu um passo importante no fortalecimento da Segurança Pública da cidade. Na última semana, o prefeito Bernardo Rossi sancionou a lei que cria o Fundo Municipal voltado para a captação de recursos junto ao governo federal, através do Sistema Único de Segurança Pública, o SUSP. 

"O Fundo é um passo de extrema importância para seguir fortalecendo a Guarda Civil. Os agentes já fazem um trabalho de excelência no nosso município, mas é necessário continuar a investir para que essa atuação seja cada vez melhor e mais próxima da população, mantendo Petrópolis como a cidade mais segura do estado e uma das mais seguras do país. A criação é justamente para isso", disse o prefeito.

Os recursos captados no SUSP serão usados exclusivamente na área de segurança, como, por exemplo, em projetos para aquisição de uniformes, viaturas, equipamentos de proteção individual e de comunicação. Parte da verba deverá ser destinada também para a restruturação do Parque Nacional Padre Quinha, que é cuidado pelo Grupamento de Proteção Ambiental da corporação, e a criação do Sistema de Guarda Comunitária Móvel.

"Nós temos conseguido ampliar os nossos serviços dos últimos dois anos e meio, temos novas bases, inauguramos o canil, fizemos o conserto da frota, fortalecemos a Ronda Escolar, os uniformes foram renovados, instalamos também o Ciop, nossa central de monitoramento por câmeras. Todo esse avanço será ainda maior e mais rápido com o Fundo Municipal de Segurança Pública a partir de agora", afirma o comandante da Guarda Civil, Jeferson Calomeni.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários