Hospital Alcides Carneiro receberá investimento anual de R$ 1 milhão

Verba servirá para ampliar o atendimento vascular

Por O Dia

HAC recebe novo credenciamento
HAC recebe novo credenciamento -
Petrópolis - O Hospital Alcides Carneiro agora faz parte da lista de hospitais credenciados pelo Ministério da Saúde a receber a verba anual destinada a serviços de alta complexidade cardiovasculares e cirurgias vasculares. No total, o HAC receberá R$ 1 milhão por ano para ampliar o seu atendimento.

Apenas no primeiro semestre de 2019, mais de 700 procedimentos cardiovasculares foram realizados no local. Em 2018, foram atendidos 1.537 pacientes, sendo 866 em consultas, 287 em cirurgias e 384 em procedimentos. Com o credenciamento, a unidade passa a ser referência para a realização de cirurgias vasculares e procedimentos endovasculares extracardíacos.

"É um procedimento importante para os pacientes da nossa rede pública de saúde, que poderemos ampliar. Esta habilitação mais um fruto do nosso trabalho apresentado em Brasília para captação de recursos para ampliarmos serviços na área de Saúde. Esse repasse garante a manutenção do serviço, com menor gasto para o município, além de abrir a possibilidade de ampliação dos atendimentos”, destacou o prefeito Bernardo Rossi, que esteve em Brasília no mês passado reivindicando o credenciamento.

Com a nova habilitação, o hospital receberá o custeio do governo federal para a realização das cirurgias de alta complexidade, como por exemplo, as de aneurismas. Essas intervenções requerem recursos para a utilização de próteses e materiais de alto custo.

"O governo federal entende que o hospital tem capacitação técnica para realizar essas cirurgias. Contamos com um parque tecnológico para cirurgias e exames", destacou o diretor presidente do Sehac, Filipe Furtuna.

Recentemente o HAC foi credenciado para a Rede de Urgência e Emergência e para UTI Neonatal, que geraram um investimento de R$ 1,8 milhões do Ministério da Saúde. Outras estão sendo reivindicadas, como para a aquisição de recursos para a terapia nutricional e a habilitação de mais dez leitos de UTI neonatal e sete de UTI adulto. Se credenciado, o hospital passará a receber mais R$ 2 milhões para a manutenção dos serviços na rede pública.

Comentários