CIOP deverá receber mais 24 câmeras para monitoramento da cidade - Divulgação/Prefeitura de Petrópolis
CIOP deverá receber mais 24 câmeras para monitoramento da cidadeDivulgação/Prefeitura de Petrópolis
Por Ney Freitas
Petrópolis - A cidade é considerada a mais segura do Estado do Rio de Janeiro há dois anos. Os dados são do IPEA, o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada. Um dos principais motivos para o reconhecimento é o trabalho realizado em conjunto pelas forças de segurança do município, compostas pelas polícias militar e civil e a guarda civil, delegacias e pelo CIOP, o Centro Integrado de Operações de Petrópolis. A afirmação foi feita pela própria secretária de Serviços, Segurança e Ordem Pública, Karina Bronzo.
"O CIOP, por exemplo, tem sido essencial para a solução de alguns crimes que ocorrem no município, como o caso da quadrilha que aplicava golpes de estelionato e foi identificada por meio das imagens do Centro, colaborando na prisão dos criminosos. Outro caso recente foi também a identificação de um dos indivíduos envolvidos na depredação da decoração do Natal Imperial", destaca a secretária.

Com a chegada do Natal Imperial, Karina explica que foi desenvolvido, ainda, um projeto para aumentar a eficiência da segurança pública na cidade, inclusive no próprio controle do trânsito, no qual os guardas têm ajudado a CPtrans (Companhia Petropolitana de Trânsito).

"Outro plano que tem sido essencial para garantir a segurança da população é a iluminação pública. Desde 2017, mais de 40 mil pontos de luz foram identificados pelo programa, os quais tem recebido manutenção, além dos que já foram substituídos por lâmpadas de led", completa a secretária.

Segundo informações da prefeitura, em 2018, foram instaladas mais de 340 luminárias em 15 ruas da cidade. Neste ano, foram 390 em 19 vias. A expectativa para 2020 é a colocação de mais 300 lâmpadas no município, bem como a expansão da rede nas áreas que não possuem iluminação pública.
Publicidade
Para o próximo ano, um dos projetos já em desenvolvimento pela pasta é a ampliação do CIOP, aguardando, hoje, autorização para abertura de processo de licitação. 
“Nosso objetivo com essa iniciativa é aumentar o número de câmeras instaladas no município, instalando mais 24 equipamentos, levando o monitoramento até os distritos, principalmente em áreas onde identificamos grande demanda”, destaca Karina.