Agentes da Defesa Civil fazem campanha de doação de sangue

Ação contribuiu com a manutenção dos estoques para a época de maior necessidade do ano

Por Ney Freitas

Ação serve de incentivo a futuros doadores
Ação serve de incentivo a futuros doadores -
Petrópolis - A época é crítica. Com a chegada do período de férias escolares e os festejos de fim de ano, diminuem as doações para Banco de Sangue Santa Teresa. Por conta disso, os agentes da Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias estiveram no local contribuindo com a manutenção dos estoques, que estão abaixo da média esperada. A reserva do sangue O-, por exemplo, está em nível mais crítico.
O Banco de Sangue atende as duas UPAs da cidade, o CTO, o Hospital Unimed e o próprio Hospital Santa Teresa, que é referência em atendimento de feridos de acidentes de trânsito. A parceria com a Defesa Civil teve o objetivo de suprir a necessidade de bolsas de sangue e incentivar os petropolitanos para o gesto da doação. "Doar sangue é um gesto de amor acima de tudo. Esse é o maior presente de fim de ano que alguém pode receber, e quem doa também é contagiado por esse sentimento", explica Vinícius Paulo Noves Pereira, captador do Banco de Sangue Santa Teresa.
Um único doador pode ajudar até quatro pessoas com a bolsa de sangue. Isso porque o material colhido é separado e podem ser usadas plaquetas, hemácias, plasma e criopreciptado, cada um com uma função diferente. Como o tempo de armazenagem também varia (por exemplo, as plaquetas, usadas para coagulação, podem ser armazenadas por apenas cinco dias), é necessário que as doações sejam frequentes para atender toda a demanda.
Podem doar sangue todas as pessoas entre 18 e 60 anos, em bom estado de saúde e que pesem mais de 50 quilos. Jovens de 16 a 17 anos também podem doar acompanhados dos responsáveis. Não é necessário fazer jejum, mas é importante não ingerir alimentos gordurosos três horas antes da doação. Também não se deve consumir bebidas alcoólicas 12 horas antes.
As únicas restrições são a diabéticos e pessoas que fizeram tatuagem ou colocaram piercing há menos de um ano. Pessoas que fizeram algum procedimento, como endoscopia, só podem doar após seis meses da realização da intervenção. O banco de sangue funciona todos os dias, de 7h às 18h, na Rua Paulino Afonso, 477. Vale lembrar que a unidade já está de mudança marcada para o próximo mês de fevereiro. Mais informações pelo telefone (24) 2245-2324.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários