Petrópolis quer sediar laboratório de Inteligência Artificial

Projeto foi apresentado ao Ministro de Estado da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Marcos Pontes, em novembro deste ano

Por O Dia

O setor da tecnologia emprega mais de duas mil pessoas e mantém empresas estáveis em Petrópolis
O setor da tecnologia emprega mais de duas mil pessoas e mantém empresas estáveis em Petrópolis -
Petrópolis - O governo federal pretende instalar em todo o país, pelo menos oito laboratórios de inteligência artificial e Petrópolis já se candidatou para sediar um deles. O assunto já foi apresentado ao Ministro de Estado da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações Marcos Pontes, durante a cerimônia de expansão da capacidade do Supercomputador Santos Dumont, realizada em novembro deste ano. Além disso, para estimular ainda mais o setor, o poder público lançou a Lei da Inovação, para incentivar a chegada de novas empresas de tecnologia na cidade e também vem investindo no acesso à tecnologia nas comunidades: 20 Centros de Inclusão Digital estão em funcionamento em diversos bairros do município, com a oferta de cursos gratuitos.

O setor da tecnologia emprega mais de duas mil pessoas e mantém empresas estáveis em Petrópolis que utilizam a mão de obra qualificada que é formada nas universidades petropolitanas. O fomento no setor tecnológico também foi reforçado com a Lei da Inovação, instrumento criado pelo poder público para incentivar a instalação de novas empresas na cidade, estimular o crescimento das existentes e chamar a atenção para as criações dos alunos dos cursos de tecnologia da cidade.

A lei da Inovação prevê a estabilização de instrumentos que fortalecem o setor, como o Sistema Municipal de Inovação (SMI), o Conselho Municipal de Inovação (CMI), o Fundo Municipal da Inovação (FMI), o Selo de Inovação de Petrópolis e o Plano de Sustentabilidade e de Inovação do Executivo Municipal.
CIDs – Acesso à tecnologia nas comunidades

Para fortalecer o acesso à tecnologia nas comunidades, o poder público também vem, desde 2017, reativando os CIDs – Centros de Inclusão Digital – nas comunidades. Vinte e um deles já estão em funcionamento, com a oferta de cursos gratuitos: informática básica, excel e internet. No CERT – Centro de Excelência e Referência em Tecnologia – também são oferecidos os cursos de escrita criativa e montagem de microcomputadores. As inscrições para os cursos podem ser feitas por telefone, no CERT – (24) 2249-5900.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários