Equipes desempenham importante papel na conscientização de mulheres vítimas de violência doméstica - Agência Brasil
Equipes desempenham importante papel na conscientização de mulheres vítimas de violência domésticaAgência Brasil
Por O Dia
Petrópolis - O número de mulheres que aceitam o acolhimento no Centro de Referência de Atendimento à Mulher (Cram) após serem vítimas de violência doméstica cresceu 55,5% em Petrópolis. Parte do resultado positivo se deve ao trabalho realizado pelo órgão, que oferece gratuitamente assistência jurídica, psicológica e social. Com a proximidade do carnaval, quando ocorrem mais registros de violência contra a mulher, o Cram pretende intensificar as ações de conscientização por toda cidade.

Em 2018, 677 mulheres optaram por não serem acolhidas pelo Cram. No ano passado, o registro caiu para 376. Apesar de ser um número ainda elevado, a redução comprova a eficácia das ações realizadas pelo órgão em parceria com as delegacias da cidade. O trabalho do acolhimento se inicia com a busca ativa, ou seja, o contato com a vítima, oferecendo a ela todos os serviços que o órgão dispõe para auxiliar a mulher.

Isso demonstra que as mulheres vítimas de violência doméstica se sentem mais confiantes para denunciar neste momento de extrema fragilidade. No Cram, as mulheres contam com orientações jurídicas, acompanhamento social e psicológico. A parceria se estende com toda a rede, além das delegacias de Petrópolis para atender a mulher em situação de violência, seja ela moral, verbal, física ou sexual.

Para denunciar ou solicitar informações basta ligar para o telefone (24) 2243-6152 ou comparecer à sede do Cram, na Rua Santos Dumont, número 100, no Centro. O funcionamento é de segunda a sexta, de 8h às 17h. Em casos de emergência, a mulher pode ligar em qualquer horário para o número (24) 98839-7387, disponibilizado pelo órgão. Caso se sinta violentada de alguma forma, a mulher pode contatar a Polícia Militar pelos números (24) 2291-5071, (24) 2242-8005 ou 180, além de poder contatar via WhatsApp a emergência da Polícia Militar, pelo número (24) 99222-1489.