Casa interditada em 2016 desaba e assusta moradores da Rua 24 de Maio

Construção estava abandonada há meses. Técnicos da Defesa Civil estiveram no local e avaliaram que não há risco para as casas no entorno

Por O Dia

A construção estava abandonada e havia sido interditada pela Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias em janeiro de 2016
A construção estava abandonada e havia sido interditada pela Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias em janeiro de 2016 -
Petrópolis - Um imóvel desabou na manhã desta quinta-feira na Rua 24 de Maio, no Centro. A construção estava abandonada e havia sido interditada pela Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias em janeiro de 2016. Ninguém ficou ferido. Os técnicos da pasta estiveram no local e avaliaram que não há risco para as casas no entorno.

Durante o carnaval, a Defesa Civil registrou 15 ocorrências, sendo cinco casos de deslizamentos de terra. A mais grave delas foi a queda de uma rua no Taquara, no bairro Independência. A prefeitura iniciou as intervenções emergenciais em menos de 48 horas após o ocorrido. Estão sendo construídos dois muros atirantados e um outro muro de gabião para recuperar o local.

Neste momento, a Defesa Civil está em estado de atenção por conta da previsão de chuvas fortes que tiveram início nesta madrugada. O órgão mantém todo o contingente de 52 agentes de prontidão 24 horas para atender aos possíveis chamados dos moradores, que podem ser feitos pelo telefone 199.

As equipes da Defesa Civil também irão monitorar os radares e pluviômetros e, em caso de necessidade, poderá acionar as sirenes do sistema de Alerta e Alarme. “Em caso de ocorrência, nossa equipe está preparada para atender a população. A orientação é para que os moradores permaneçam atentos”, afirma o secretário de Defesa Civil e Ações Voluntárias, coronel Paulo Renato.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários