O Hortomercado em Itaipava terá restrição com relação ao número de pessoas atendendo em cada box - Caio Garin/Prefeitura de Petrópolis
O Hortomercado em Itaipava terá restrição com relação ao número de pessoas atendendo em cada boxCaio Garin/Prefeitura de Petrópolis
Por O Dia
Petrópolis - A partir desta quinta-feira, as lojas da Rua Teresa e Centro Histórico terão horário diferenciado de atendimento. A decisão ocorreu após uma reunião com representantes do comércio das duas localidades realizada nesta quarta-feira. O comércio do Centro Histórico vai funcionar das 12h às 18h e a Rua Teresa (incluindo a Rua Aureliano Coutinho) vai funcionar das 10h às 16h. A medida não afeta o funcionamento das farmácias e restaurantes, que esses poderão continuar funcionando normalmente. Com relação à feira livre, o número de barracas será reduzido pela metade, e o espaçamento entre as barracas também vai aumentar. No Hortomercado, o número de funcionários atendendo em cada box terá que ser reduzido para duas pessoas.

São medidas necessárias nesse momento de prevenção. Como todos estão acompanhando, os governos estão tomando medidas duras, porém necessárias para garantir o menor número de pessoas nas ruas, como forma de prevenção ao coronavírus. Em Petrópolis temos 18 casos suspeitos e estamos trabalhando de forma preventiva para tentar evitar ao máximo o número de casos”, afirmou o prefeito Bernardo Rossi.

A ideia de se estabelecer horários diferenciados foi uma sugestão dos representantes do comércio que participaram da reunião com o prefeito Bernardo Rossi. “É uma ação preventiva. Fizemos questão de chamar essas pessoas e conversar antes de tomar qualquer decisão. Sabemos que o cenário poderá mudar, estamos acompanhando tudo o que está acontecendo e entendemos a necessidade de proteger nossos funcionários e clientes”, disse Heitor Carneiro, representante do Sicomércio e dos lojistas da Rua 16 de Março.

Bernardo Rossi salientou que o cenário poderá mudar. “Essa é uma medida provisória. Na próxima semana vamos nos reunir novamente com os representantes para saber como o escalonamento de horário está funcionando e se outras medidas serão necessárias”, completou Bernardo Rossi. O secretário de Desenvolvimento Econômico e presidente do Sicomércio, Marcelo Fiorini, destacou a necessidade da prevenção. “É um cenário preocupante para todos, mas, através da união, conversando com todos os representantes, estamos tentando nos ajustar essa realidade”, destacou.