Feira Livre: aumento da oferta nos bairros e cuidados na prevenção

Alguns produtores que participam das feiras já disponibilizam o serviço de delivery. Nas próprias barracas, eles fornecem as informações sobre entregas

Por O Dia

Município conta, hoje, com 16 feiras semanais distribuídas na cidade
Município conta, hoje, com 16 feiras semanais distribuídas na cidade -
Petrópolis - Desde que Petrópolis iniciou as ações de prevenção ao coronavírus, alguns programas tradicionais da cidade tiveram que sofrer alterações. Um dos exemplos é a feira livre. No Centro a quantidade de barracas diminuiu em 50%. Mas, para dar mais opções para esses trabalhadores e também evitar que a população tenha que sair de casa e se deslocar para o Centro para encontrar os produtos, as feiras nos bairros continuam acontecendo e, inclusive, com novos pontos distribuídos na cidade.

O município conta, agora, com 16 feiras semanais distribuídas na cidade: novos pontos de vendas já estão funcionando na Praça de Secretário (sexta e sábado) e na Rua Manoel Torres (sexta-feira). Em Cascatinha também haverá uma feira – que vai começar ainda nesse mês. Outros bairros também estão sendo estudados como o Duchas. A organização está sendo feita com o auxílio da Associação dos Feirantes.

Sabemos o quanto é importante para os produtores poderem escoar as suas produções. A feira do Centro, que é a maior, teve que diminuir, mas, os feirantes foram muito compreensivos, aderiram ao espaçamento entre as barracas, disponibilizaram local para lavar as mãos e também álcool em gel. Mas, percebemos que o aumento no número de pontos de vendas também poderia ajudar nesse momento difícil e já estamos articulando as novas feiras”, explicou o prefeito Bernardo Rossi.

A expectativa é de que as novas feiras comecem a funcionar nesse mês. “As feiras nos bairros são menores, quantidade controlada de barracas que também seguem as orientações com relação a higienização. Ter um local de compra no bairro facilita a vida dos moradores que não precisam sair de perto de casa para fazer as compras e incentiva e auxilia os produtores que precisam vender para continuar com as suas produções”, conta o secretário de Desenvolvimento Econômico, Marcelo Fiorini.

Alguns produtores que participam das feiras já disponibilizam, inclusive, o serviço de delivery. Nas próprias barracas, eles fornecem as informações sobre entregas. No Hortomercado, o delivery também está funcionando e os pedidos podem ser feitos através do telefone 99212-9474. Orgânicos podem ser adquiridos pelo número 97403-3146. Vale salientar que o Hortomercado também está funcionando com atendimento ao público nas sextas, sábados e domingos.

É um setor que não pode parar. A agricultura tem uma importância muito grande na economia da cidade e com muita responsabilidade esses produtores estão se adaptando as a essa nova situação. Nossa preocupação é a de seguir as orientações do governo com relação à prevenção, sem deixar de lado a preocupação econômica das famílias dos produtores”, explica o diretor do Departamento de Agricultura, José Maurício Soares.

Comentários