De acordo com a auditoria, o valor do contrato com a Carioca Medicamentos é de R$ 5,7milhões - Agência Brasil
De acordo com a auditoria, o valor do contrato com a Carioca Medicamentos é de R$ 5,7milhõesAgência Brasil
Por Ney Freitas
Petrópolis - Petrópolis começa a semana registrando mais um óbito devido à contaminação pelo Coronavírus. Até o momento, este é o terceiro caso fatal da COVID-19 na cidade. O paciente, de 87 anos, permaneceu internado no Hospital Santa Teresa e teve teste coletado pela equipe da Vigilância Epidemiológica no último dia 22 de março. A direção do HST foi notificada na manhã desta segunda-feira.

Recentemente dois outros pacientes, também falecidos, testaram positivo nos exames. O primeiro deles foi um senhor de 65 anos que havia voltado de recente viagem ao Egito, com a esposa. Ambos permaneceram internados na mesma unidade de saúde por duas semanas. Ela teve alta médica e passa bem. Na última semana, outro homem, internado no Hospital Municipal Dr. Nélson de Sá Earp (HMNSE), faleceu devido às complicações da doença. Ele havia retornado de viagem de férias a Maceió e tinha 59 anos.

De acordo com a comunidade científica, o isolamento social continua sendo a única maneira para conter o avanço da doença. Importante frisar que os petropolitanos devem permanecer em suas residências para que não haja a sobrecarga dos leitos no sistema de saúde. “Precisamos conter esse contágio e, para isso, vamos manter o isolamento. Essa, hoje, é a única forma de não passarmos por uma situação crítica nas unidades de saúde da cidade”, afirmou o prefeito Bernardo Rossi.