Procon/Petrópolis-RJ volta a autuar farmácias e fiscaliza uso de máscaras no comércio

Postos de combustíveis e mercados no Quitandinha e em Correas também foram alvos da operação

Por O Dia

Até agora, são 16 farmácias autuadas pela operação
Até agora, são 16 farmácias autuadas pela operação "De Olho no Preço" -
Petrópolis - O Procon/Petrópolis realizou, na última segunda-feira, mais uma etapa da operação “De Olho no Preço”. Além de fiscalizar a margem de lucro cobrada em itens como álcool em gel, luvas e máscaras, o órgão também orientou estabelecimentos sobre a obrigatoriedade do uso das máscaras para funcionários – como regulamentou o decreto municipal 1.147. A medida entrou em vigor dia 20 de abril. Onze postos de combustíveis, oito mercados e 21 farmácias foram alvos da fiscalização no Centro, Quitandinha, Bonsucesso e Correas.

No centro, a ação teve como principal objetivo identificar se os preços cobrados pelas farmácias estavam de acordo com as notas de entrada e saída dos produtos cuja procura cresceu na pandemia da Covid-19.

O que observamos hoje foi um grande número de estabelecimentos vendendo máscaras artesanais. Alguns cobrando R$ 19,50 pela unidade. Enquanto outros, vendiam cinco unidades por R$ 9,90. Pedimos as notas de compra e venda para averiguar se há abuso nos preços”, ressalta a coordenadora do Procon/Petrópolis-RJ, Raquel Motta, que destaca que, desde o início da operação, 47 farmácias foram fiscalizadas. “Hoje, principalmente no Quitandinha, encontramos muitas farmácias que não exibiam para o consumidor o preço dos produtos. Todas serão autuadas”.

E também foi cobrado, na ação de hoje, o uso de máscaras pelos estabelecimentos. As equipes do órgão de defesa do consumidor percorreram oito mercados. “Alguns mercados, como os da rede Extra, já estão aferindo a temperatura dos funcionários (que não pode ultrapassar 37,8º, como determina o decreto), desde antes da determinação”, ressalta a coordenadora do Procon/Petrópolis, que também fiscalizou postos de combustíveis.

Hoje, onde não havia funcionário usando a máscara, prontamente os funcionários passaram a usar assim que foi dada a orientação. É importante que as pessoas entendam também que a máscara precisa cobrir o nariz e a boca, como recomendam as autoridades de saúde”. Na ação de hoje, três farmácias foram autuadas. Até agora, são 16 farmácias autuadas pela operação “De Olho no Preço”.

Comentários