Operação da Polícia Militar prende, em casa, gerente do tráfico de drogas no bairro Provisória

Ação dos militares apreendeu entorpecentes e dinheiro em espécie. Durante a madrugada, a PM também conseguiu evitar furto a um curso de inglês no Centro da cidade

Por O Dia

A droga e o dinheiro estavam escondidos embaixo do travesseiro do suspeito, que dormia no momento em que revista teve início
A droga e o dinheiro estavam escondidos embaixo do travesseiro do suspeito, que dormia no momento em que revista teve início -
Petrópolis - A Polícia Militar foi informada na manhã desta segunda-feira que um jovem, de 23 anos, identificado como gerente do tráfico no Provisória, ameaçava moradores da região. Os policiais foram até o local e encontraram o suspeito em casa, na Rua Brigadeiro Castrioto. Com ele foram apreendidas 37 cápsulas de cocaína, um rádio transmissor e R$ 800 em dinheiro. O material estava na residência do acusado, que já possuía anotação criminal por tráfico de entorpecentes.

A droga e o dinheiro estavam escondidos embaixo do travesseiro do rapaz, que dormia no momento em que revista teve início. A companheira do acusado permitiu a entrada da guarnição no imóvel. Diante dos fatos o homem foi levado para a 105ª Delegacia de Polícia, no Retiro, onde foi autuado por tráfico de drogas e permaneceu preso.

Em outra ação, dois homens, de 35 e 36 anos, foram detidos em flagrante esta madrugada pela Polícia Militar quando tentavam furtar a sede de um curso de inglês, na Avenida Tiradentes, no Centro. A PM foi acionada, através de denúncia anônima, e ao chegar no local encontrou a porta arrombada, e os suspeitos separando itens do estabelecimento. O carro que seria usado na fuga estava estacionado no pátio da unidade de ensino.

Entre o material que já estava pronto para ser levado havia 11 desktops e monitores, 21 tablets, oito celulares, três projetores e controles, uma impressora a laser, um cofre eletrônico, oito óculos de realidade virtual, dois cooktops, um liquidificador, um purificador de água, 50 smartbands e uma apple tv, entre outros utensílios domésticos e eletrônicos.

Um dos acusados disse que era morador da Pavuna, no Rio e Janeiro, e que já havia prestado serviços como técnico de informática no curso. Por já conhecer o estabelecimento ele afirmou ter tido mais facilidade para arrombar o local. O outro suspeito disse que foi auxiliar no furto. O carro que estava sendo usado no crime foi apreendido. A dupla foi encaminhada para a 105 ª Delegacia de Polícia (DP), no Retiro, onde foi autuada por furto tentado e qualificado.

Comentários